Outubro 12 2006

Foi hoje distinguido com o Prémio Nobel da Literatura 2006 o escritor turco Orthan Pamuk (actualmente a residir em Nova Iorque), de 54 anos, autor de seis títulos publicados, estando Os Jardins da Memória e Cidadela Branca já traduzidos para português

Segundo o Comité Nobel, o escritor foi distinguido porque, “na busca pela alma melancólica da sua cidade, descobriu novos símbolos para o confronto e o cruzar de culturas”, cruzares esses que o autor tenta defender nas suas histórias.

Alvo dos nacionalistas pela sua defesa da causa arménia e curda, Pamuk é o autor de uma obra que descreve as tensões da sociedade turca, entre o Oriente e o Ocidente.

O escritor turco Orhan Pamuk afirmou-se hoje honrado com a atribuição do Nobel da Literatura e considerou que o prémio representa uma mensagem contra os que defendem a teoria do “choque entre culturas” e que lhe confere um carácter político que poderá converter-se numa “carga adicional”.

“O meu trabalho é o melhor exemplo do quanto pode ser frutífero o intercâmbio de culturas”, assinalou, demonstrando o quanto de político pode representar a sua distinção.

O Nobel da Literatura, bem como os restantes galardoados de 2006, será entregue ao vencedor numa cerimónia que terá lugar em Estocolmo no dia 10 de Dezembro, aniversário da morte de Alfred Nobel.

Publicado por Fábio J. às 19:56
Tags: ,

Bem me parecia que ultimamente andava muito "desinformada"...Nem sabia que já havia sido atribuído o Prémio Nobel da Literatura.
Não conheço o autor, nem tinha sequer ouvido falar dos seus títulos ...
Espero que sejam mesmo bons e que o prémio tenha sido atribuído com verdadeiro mérito (já ouvi dizer que o do Saramago foi "combinado"). De qualquer das formas o confronto Oriente/Ocidente é um tema que tem muito por onde se pegar e precisa realmente de alguma solução... Talvez o Orthan nos dê ideias...
cricri a 12 de Outubro de 2006 às 23:13

Amigo: Já respondi ao desafio!

Abraço!
sá morais a 14 de Outubro de 2006 às 19:13

Dentro de alguns anos, espero que sejas tu o nomeado este prémio. A propósito, nunca mais escreveste a continuação do teu livro?
Já estou com vontade de saber como continua.
Um Abraço
Rastr a 15 de Outubro de 2006 às 01:27

Que sonho!
Não pedia muito mais a esse nível, era um orgulho imenso receber um prémio como este.
Não voltei a publicar nada da minha escrita (chamar-lhe livro é ainda algo extremamente precoce) porque cheguei a uma parte em que tenho de tomar decisões importantes sobre o desenrolar da história e porque surgiu-me a ideia de um novo início. Para junta a tudo isto, também não ando com muito tempo...
Pode ser que um dia destes publique um excerto do segundo capítulo...
Até breve!!!
Fábio J. a 16 de Outubro de 2006 às 18:10

conheces algum blog sobre os bichos de Miguel Torga??? responde depressa
Z ) Z ) a 16 de Outubro de 2006 às 16:59

Não conheço nenhum blog unicamente sobre esse livro de Miguel Torga, no entanto, se é para pesquisar podes usar sites de editoras ou de personalidades.
Desculpa não poder ajudar. Se esbarrar com alguma coisa digo.
Vê se apareces...
Fábio J. a 16 de Outubro de 2006 às 18:03

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa