Novembro 04 2006

Não quero repetir o assunto do último post ou escrever sobre assuntos já mais que debatidos neste blog, no entanto, hoje voltarei a opinar sobre o "ler".

Não sou nenhum especialista sobre orientação psicológica ou no funcionamento mental, contudo, vi hoje na televisão (algo que raramente faço), num programa da Dois, que "ler, para além de melhorar as capacidades intelectuais, melhora o raciocínio e aumenta a capacidade de adquirir e processar informação".

Estas seriam razões mais do que suficientes para qualquer um querer ler, mas, tal como nem toda a gente come sopa, apesar de conhecer os benefícios que esta trás para a saúde física de qualquer homem, nem todos lêem, mesmo sabendo dos benefícios mentais que se pode adquirir.

Seria então uma boa opção obrigar o grande público a ler, começando pelas crianças, mais facilmente influenciáveis e com um futuro em aberto cheio de gavetas onde guardar o prazer da leitura. No entanto, na minha opinião, não é de bom tom obrigar as crianças (ou mesmo os adultos) a ler. Ler deve ser um prazer, não uma obrigação.

Isto agrava-se quando vemos que muitos dos livros recomendados aos jovens, pelo próprio ministério da Educação, são clássicos. Não tenho nada contra os clássicos (portugueses ou não), no entanto, ninguém me pode convencer que um jovem de 12 anos, depois de ler Os Maias irá dizer: "Como é bom ler, não quero outra coisa!". Os clássicos não são um ponto de partida mas sim um ponto de chegada.

O verbo ler não é, nem nunca poderá ser usado no Imperativo.

Poder-se-á então concluir que, quem nunca leu ou não gosta de ler, nunca deve ou pode faze-lo? Eu sou da opinião que só não gosta de ler quem ainda não encontrou o livro certo, o estilo certo, e que algures, em alguma estante ou livraria estará o livro apropriado para cada um.

O mais importante é procurar aquele livro, depois disso virá o resto e espera-se que este seja repleto de histórias e narrações marcantes. Comigo aconteceu assim, com outros certamente de igual maneira, então porque não poderá acontecer com todos desta forma?

Não vou realçar novamente que é importante ler (apesar de o ser), vou apenas concluir duma forma simples com uma frase dum comentário feito aqui, à poucos dias: "... a ler, aprendemos muitas coisas...".

Até breve e Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 17:33

Em primeiro lugar, deixa-me dizer que gostei muito deste post. Realmente muito bom! Concordo com o que expuseste. Não devemos obrigar niguém a ler. Claro que não. Ler deve ser entendido como um prazer algo que temos vontade de fazer e que nos agrada, nunca como uma obrigação. O que é bom é chegar ao fim do dia e pensar naquele livro que nos espera e que finalmente vamos poder ler, esse sentimento é fantástico! Como disse uma vez o meu professor de portugues "ler deve ser entendido como um momento de descontracção em que entramos numa história e nos "esquecemos" dos problemas, da nossa vida, para relaxarmos. Também não percebo porque são os clássicos impostos! Pode parecer infantil, mas se fosse dado a ler um livro de estilo fantástico aos jovens em vez de Maias, Memoriais ou livros do género, concerteza eles ficariam muito mais entusiasmados e aí, quem sabe, ler mais tarde um clássico!
Como dizes, todos nós devemos ter aquele livro, aquele estilo, e quando o encontramos é que conhecemos o verdadeiro valor da leitura...

Boas leituras para ti também!

P.S:Como anda o Eldest?
cricri a 4 de Novembro de 2006 às 19:00

Não acho que ler livros do fantástico seja algo infantil. É um género e, tal como disseste, se for o estilo da pessoa (tal como é um dos meus) deve ser lido para poder, mais tarde, dar lugar aos clássicos.
Achei correctissimo a referencia do teu professor e tal como tu, também acho que a sensação do aproximar da hora de leitura é por si só, desde logo, uma sensação fantástica.

Em breve publicarei um post sobre Eldest pois estou quase a acabar e a exitação e perspectiva face ao desenrolar da história é cada vez maior. Começam a surgir aquelas questões: como é que eles se vão livrar desta?, como é que isto levará ao fim?, o que virá a seguir?
Está a ser fantástico...

Até breve e Boas Leituras!!!
Fábio J. a 4 de Novembro de 2006 às 19:20

Já agora, quando acabei o post fiquei com a sensação que já não fazia alguma coisa tão má à algum tempo e até pensei em não o publicar.
Obrigado por gostares e o elogiares, fico muito mais descansado, principalmente porque confio na tua opinião...
Fábio J. a 4 de Novembro de 2006 às 19:27

Um mau post?? Eu adicionei-o aos favoritos!!!
Ai, confia mais na tua capacidade!

Bem, quando eu referi literatura fantástica como algo infantil, espero ter-me expressado bem...Digo isto pois conheço muita gente que ache infantil ler livros de fantasia. Eu claro que não acho! Todos nós temos os nossos estilos favoritos e este é, sem dúvida, o meu!
Bem, quanto a Eldest eu estava igual ao terminar a história! Tantas perguntas! :)
Fico, então, ansiosamente à espera desse post! ;)
cricri a 4 de Novembro de 2006 às 20:54

Olá de novo então cá estou de novo.
Realmente tens toda a razão no que aqui escreveste neste post sim , pois eu comecei a ler por brincadeira e gostei muito de apanhar esse"vicio" só tenho pena que nem sempre tenho muito tempo no fim dia para ler mais, mas sim quando é um livro que estou a gostar isso sim arranja-se sempre um tempinho apesar do cansaço.
E tens razão sim melhora-se muito sim as nossas capacidades e todo o mais que referiste.
Ate breve e boa leituras também para ti
luiza a 4 de Novembro de 2006 às 20:50

Bom também acho que não podemos "obrigar" ninguém a ler, mas não custa nada cultivar nas crianças o gosto pela leitura, não é necessário colocar um livro à sua frente e impor-lhe uma leitura mesmo que diagonal. Se educarmos as crianças não vai ser necessário corrigir os homens certo? Se dermos o exemplo em vez de nos limitar-mos a dizer algumas frases feitas como "ler é bom" e coisas do género. Estas frases não fazem qualquer sentido para uma criança por isso é inútil dizê-las. Como sempre o post está muito bom =)
Johanne a 4 de Novembro de 2006 às 21:34

Concordo contigo mas o que queria dizer está relacionado com esse "cultivar o gosto pela leitura". Como é que isso se faz? Muitas vezes, quando se tenta incutir esse gosto nas escolas, em vez de virem a existir progressos verifica-se que as crianças ficam com ódio aos livros, não suportando a ideia de ter um livro à frente.
Temos de incentivar, sem dúvida, no entanto cada um tem a sua personalidade e nem todos têm de encontrar prazer na leituras, isto porque, pura e simplesmente nunca o encontram visto terem sido vítima de tentativas forçadas por parte de outrem para que eles lessem.

Até breve e Boas Leituras!!!
Fábio J. a 4 de Novembro de 2006 às 21:52

Eu sempre tive um gosto especial por letras. Já quando era pequena, quando o meu pai lia o jornal, eu perguntava-lhe sempre o nome das letras. A que mais me fascinava era o X. Os meus pais, apesar de professores, nunca me imporam a ler, eu é que queria, eu é que sempre quis procurar saber mais e claro que as capas me eram atractivas! Quando era pequena, via um livro e fascinava-me aquele objecto, mesmo aqueles que não tinham desenhos fascinavam-me. Só sei que os livros me fascinavam.
Claro, que sempre fui uma grande leitora, os meus pais ensinaram-me as letras de forma engraçada e atractiva como: o S do Sapato do Pai. lol
Depois, comecei a escrever cedo e aos 9 anos ganhei o prémio de melhor poema e apareci no jornal!!! E a partir daí, comecei a escrever livros.

Desculpa pelo grande comentário, mas o post inspirou-me.
ayumi suzuki a 5 de Novembro de 2006 às 11:47

Não és só tu, também me fascino com o livro enquanto objecto. Não é apenas por gostar de ler, é mais do que isso, talvez por isso tenha imenso cuidado com os meus livro e estes se encontrem muito preservados.
É quase sobrenatural a minha ligação a este tipo de objecto, por isso acho que nem é necessário mencionar a sensação sempre que estou dentro duma grande biblioteca, repleto de títulos, e melhor, de histórias.
É fascinante e basta...
Fábio J. a 6 de Novembro de 2006 às 18:12

Olá, vir aqui é sempre um prazer renovado.
E claro que concordo que temos que incutir nas crianças o gosto pelos livros, só assim se consegue que elas desenvolvam o gosto pela leitura. Não importa se são historias de fantastico, contos de fadas, banda desenhada, etc. Eu comecei por devorar livros da Disney, Mafalda, etc
Desde que me conheço que gosto de ler. Ainda antes de saber ler. Adorava olhar para aquele emaranhado de letras dos jornais e imaginar o que estaria li escrito. Hoje não consigo adormecer sem ler, pelo menos, algumas páginas. É o meu único vicio (café não conta).
Beijo e boas leituras.

Maria a 6 de Novembro de 2006 às 17:21

Também eu adorava olhar para as letras e tentar interpreta-las. Desde pequeno que leio, no inicio as BD´s da Disney e, pouco a pouco, comecei a absorver grandes histórias de tal modo que hoje tenho de ler antes dormir, tal como tu, nem que sejam só algumas páginas (apesar de acabar sempre por ler dois ou três capítulos).

É um vicio mas sem dúvida um vício mais do que saudável!
Fábio J. a 6 de Novembro de 2006 às 18:16

Oi, meu nome é Sâmara, entrei por acaso aqui e adorei o seu post! Como eu estou um pouco sem tempo para comentar sobre o prazer que a leitura me dá (até estou fazendo faculdade de letras-literaturas por causa disso), a questão de que gênero fantástico é infantil ou não, etc., vou falar apenas sobre a leitura nas escolas.
Eu sempre protestei contra isso nas escolas aqui no Brasil: o estudante passa quase toda a vida escolar sem ter quase nenhum incentivo para ler e, quando chega ao ensino médio, é obrigado a ler milhares de livros clássicos. Isso é injeção contra leitura! Os livros clássicos são muito bons, mas são mais complexos e possuem um vocabulário diferente do atual. Como é que um adolescente vai descobrir o prazer da leitura começando pelo mais "difícil"? É como querer ensinar alguém a surfar jogando-a com a prancha no meio de uma onda de 10 metros na primeira aula! A pessoa vai ficar traumatizada!
A leitura é um hábito e deve ser cultivado desde a mais tenra idade, começando pelo mais "fácil". Não é difícil fazer uma criança gostar de ler, ela já tem uma curiosidade e encantamento natural pelas letrinhas e desenhos que vêem. Basta apenas incentivo. Se a escola e os pais entendessem isso, o número de pessoas que gostam de ler seria muito maior. E os livros clássico seriam lidos com mais prazer.
Desculpa pelo comentário longo, me empolguei um "pouquinho" demais! :-)
Até logo e boas leituras!!!
Sâmara a 8 de Novembro de 2006 às 15:42

Também sou a favor dos clássicos, mas não da sua introdução tão espontânea como é na escola, primeiramente tem de haver um gosto pela leitura e só depois é que podemos avançar para leituras mais profundas, tal como tão bem referiste.
Tem de haver uma ligeira e contínua introdução da literatura no mundo das crianças para que estas não se tornem adultos que detestam ler.

Vai aparecendo, até breve e Boas leituras!!!
Fábio J. a 9 de Novembro de 2006 às 19:27

pois é, concordo com tudo o k disseste em relaçao a leitura, ate pk eu adoro ler...leio uma media de 50 a 60 livros por ano.este gosto k tenho pela leitura tb me foi incutido desde pequena pelos meus pais.
mas voltando ao assunto: tens k compreender k hoje em dia é bastante dispendioso o gosto pela leitura!!!ve o preço dos livros!!estao mt caros, como keres k o povo portugues adquira um habito qd nao o pode suportar financeiramente??????

bjk e parabens pelo blog
cacristomas a 10 de Novembro de 2006 às 11:21

Não querendo parecer rude, já foi debatido aqui, por algumas vezes, o custo que este hobby tem. No entanto, e apesar de concordar contigo no facto dos livros estarem caros, nunca quis dizer aqui que todos temos de ler os últimos êxitos e entre 50 a 60 livros por ano, tal como tu...
Fazendo um analise geral é visível que grande (grande mesmo) parte das pessoas não lê nem um livro por ano, e são várias aquelas que nunca leram um livro completo. Será que em toda a sua vida nunca conseguiram arranjar dinheiro e tempo para ler um único livro? É obvio que não, até porque existem , já para isso, biblioteca municipais, escolares, etc. que disponibilizam o aluguer de vários títulos.

Obrigado pelo comentário e vai aparecendo!!!
Boas Leituras!!!
Fábio J. a 10 de Novembro de 2006 às 14:55

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa