Janeiro 01 2007

O novo ano ainda há pouco chegou e no ar já corre o espírito duma nova etapa onde podemos recomeçar a viver, qual fénix entre as cinzas. Este renascimento nada mais é do que o desabrochar duma flor depois duma noite sem luz, noite essa que acabou com um dia luminoso e que dá início a outro ainda mais resplandecente, um dia pronto para ser explorado e vivido intensamente.

Este espírito que corre entre nós dá-nos forças para encarar mais um ano, e atinge cada um de nós de diferentes formas, no entanto, está lá...

De diferentes formas actua também o Natal, essa inigualável época que transpira fantasia, qual amuleto mágico que nos dá alento à mente, como um fogo de dragão que aquece e derrete o gelo acumulado dum ano longo e frio.

Todas estas percepções remetem-nos para as histórias fantásticas, as lendas surreais e os contos mais fabulosos que encontramos nessas grandes memórias e prateleiras que são os livros. E se nestes também encontramos as histórias mais reais e raciocinadas que o homem vive podemos, então, dizer que nos livros não existe facto por narrar ou história por contar.

Sendo assim, dar ou receber um livro no Natal, é dar ou receber um espírito, uma história, um mundo inteiro de percepções que escorrem por palavras e páginas desses intrigantes e fiéis objectos.

Há quem se deixe absorver por esta ideia e acolha um livro como um bem precioso que está pronto a se abrir para nós e tornar-se nosso amigo. Não é apenas mais uma prenda, mas sim um ritual de recepção duma história que nos foi confiada e que nos irá absorver e receber de forma ilustre e intensa.

Para outros a recepção e posterior entrega pessoal ao livro só se deve fazer se esse mundo que nos foi confiado corresponder à nossa ideia de palavras organizadas. O espírito recebido deve ser ímpar, pois só assim livro e leitor se podem fundir e caminhar unidos pelo mundo e história recebida.

Há ainda quem se deixe levar, qual folha ao vento outonal, pelas palavras recebidas e caminhe vagueando pelos traços negros que reflectem sentimentos. Nestes casos, ou somos conquistados pelo amor da história, ou ficamos perdidos, qual gota errante que cai dos céus.

Mas se não houver tempo para o confronto pessoal entre entrega e receptor, o mais provável é não haver mensagem a ser entregue, e tanto livro e leitor acabarem encostados a uma prateleira, ou de madeira ou de espírito.

O que importa é que, seja qual for a relação entre livro e leitor, se viva intensamente cada história e se saiba aproveitar ao máximo que queremos ou podemos aproveitar.

_______________________________________

Eis os resultados do último inquérito do ano.

 

Receber livros no Natal é:
 
63.21% Óptimo
28.73% Bom, mas depende do tipo.
2.29% Ah, preferia outra coisa.
5.74% Um desgosto!

 

Total: 87 respostas

 

Boas leituras e Bom 2007!!!

Publicado por Fábio J. às 17:10
Tags:

Acho que de todos os posts que eu já li este foi o que eu mais gostei!eu admiro tudo aquilo que escreves mas este é mais profundo, mais subjectivo, mais..........poético!
mc a 1 de Janeiro de 2007 às 20:30

Devo confessar que no início as primeiras frases foram difíceis, pois ligar os livros ao Natal (como era o tema) não estava a ser fácil, mas depois, entre um jogo de damas via net, um lanche e muita música, as metáforas começaram a fluir e posso dizer que nunca fiz um post tão pouco meu, no sentido de raciocinado.
Foi espontâneo e talvez isso faça a diferença.

Obrigado pelo comentário, fiquei lisonjeado...

Até Breve!!!

Muitas vezes as metáforas e o raciocínio subjectivo conferem um carácter pouco pessoal ao texto, mas ele não deixa de ser espontâneo e verdadeiro! O teu texto estava espectacular e mesmo que penses que normalmente não raciocinas desta forma, a verdade é que foi o teu subconsciente e o teu eu poético que escreveram tudo aquilo, por isso acho que esta forma de pensamento estava aprisionada no pequeno canto da tua alma e tu não fizeste mais que liberta-lo
continua assim, e liberta todas as tuas formas de pensamento, lol
mc a 2 de Janeiro de 2007 às 11:28

Como sempre um post lindídissimo! Um texto maravilhoso adequado a esta época de sonho!!! :)
Parabéns!
Infelizmente não recebi nenhum livro de prenda de Natal, mas adoraria! Como não recebi vou aproveitar esta semana para me auto-oferecer. :)

Boas leituras em 2007, que aliás será um ano com grandes surpresas literárias - espera-se!
cricri a 1 de Janeiro de 2007 às 21:58

Obrigado pelo elogio. É um post um pouco diferente e confuso pois entre tantas metáforas por vezes pergunto-me se quem lê me entende totalmente, mas como foi algo espontâneo deve ter um interpretação espontânea.

Se queres que te diga eu também não recebi nenhum livro no Natal. Tinha comprado dois, dois dias antes do Natal, por isso também não me senti "desamparado", por assim dizer, mas gostava de ter sido surpreendido.

Tal como disseste este será um ano em grande com o novo Harry Potter, um possível fim da Trilogia da Herança, um nova obra de Tolkien, mais fantasia nacional como a de Sandra Carvalho, e algo marcante na literatura, pois se até agora se viveu o estilo "Código da Vinci" nos romances internacionais, acredito que este ano será uma revolução a esse nível. 2007 já foi apelidado do "ano de Harry Potter" mas vamos ver que surpresas nos estão reservadas.

Até Breve!!!

Pensei que te tivessem oferecido "A Última Feiticeira"! Amanhã hei-de comprar!! :D
Espero bem que este ano haja uma mudança. A mim já começa a enjoar, digamos a história toda à volta do Códio da Vinci e conspirações. Um é bom, dois, três, mas quando se chega a uma estante de livros num hipermercado e se vê tudo cheio de títulos como "...Graal..." "...Da Vinci/Stravinci/qualquer-outro-personagem-histórico....", "...Conspiração...", "...o maior mistério...", etc etc etc, é cansativo! Apesar de etr adorado o Código, toda esta gente a aproveitar-se deste género de literatura é mau. Tenho receio que o mesmo se passe com a fantasia e o g´nero venha a perder qualidade. Cada vez há mais livros de fantasia e, se alguns nos supreendem pela positiva hé outros que são completas imitações, sme nexo, enfim. Esperemos que não seja o caso!
Brindemos a um bom ano literário!:)
cricri a 2 de Janeiro de 2007 às 19:56

Concordo contigo quanto ao género fantástico. Os filmes do Senhor dos Anéis, bem como êxitos como Harry Potter e Eragon fizeram com que este tema ficasse na moda, e se agora temos excelentes escritores e histórias fantásticas, acredito que dentro em breve o tema fique tão saturado que teremos de estar bastante atentos ao fazer as nossas escolhas literárias. E pelo que já vi, já não faltam verdadeiras "aberrações" literárias, onde não existe um mínimo de originalidade e criatividade.

Bem, se comprares A Última Feiticeira penso que não te irás arrepender. Vou acabar de o ler esta noite e estou muito expectante quanto ao final deste livro. Se te lembras das minhas reacções quanto ao livro no início posso dizer que agora acalmou, pois a história sofreu profundas alterações quanto ao enredo (apesar de continuar muito interessante).

É melhor ir embora se não fico aqui a noite toda... Bom início de aulas. Boa Sorte!!!

Compreendo, somos dois!!

Depois, quando começar a ler, eu aviso!! :)

Bom início de aulas e igualmente boa sorte!!!!

cricri a 2 de Janeiro de 2007 às 21:58

sim realmente concordo, gostei muito deste post ... li alguns anteriores que escreveste (comecei nisto dos blogs há uns dias apenas) mas gostei especialmente deste!
antes de começar a ler Harry potter e eragon , não ligava muito à leitura, achava-a uma seca e desinteressante, como muitos pensam sem sequer pegar num livro e tentar apreciá-lo..
desde então que tenho, errr , devorado os livros deste género..
recebi o Eragon este natal e tenho gostado muito mesmo ;)
obrigado pelo comment (sim por que eu pensava que ninguém se ia dar ao trabalho de ler a treta que eu escrevo ^^)
acho q vou passar a vir cá mais vezes ler estes posts que me deixam, inspirada ^^
***


Dee a 2 de Janeiro de 2007 às 14:57

Tal como tu foi com Harry Potter que comecei a aventurar-me pelos grandes títulos (não só de qualidade como de quantidade de páginas) e que descobri que a leitura não era apenas um passatempo mas sim um hobbie que nos conforta e transforma, em cada livro.

Quanto ao teu blog, acredita nas tuas capacidade e nos teus feitos, pois todos temos coisas a mostrar aos outros, afinal todos crescemos com a partilha de opiniões. E quanto aos visitantes não te preocupes pois com o tempo pessoas com opiniões iguais ou divergentes à tua irão aparecer por lá, só tens de ser clara e tu própria naquilo que escreves.

Origado pelo comentário e Até Breve!!!
Fábio J. a 2 de Janeiro de 2007 às 15:23

Eu tive vários livros de Natal. 4 livros para ser + precisa. Já li 1, e agora estou a ler outro, k não é meu e k me foi emprestado. Estou a ler o 1º volume dos Cinco, pois ainda não havia lido nenhum e como é um grande "clássico" decidi ver como é k era.
mímica a 3 de Janeiro de 2007 às 19:26

Então pelos vistos já tens uma reserva para algum tempo.
Nunca li nenhum deles, mas interrogo-me sobre obras como Os Cinco, Uma Aventura, Clube Jota, e mais uns quantos que fazem parte da literatura juvenil portuguesa e que têm bastantes apreciadores.
Realmente devíamos dar mais atenção ao que se escreve em Portugal, mas pronto. Qualquer dia experimento um deste títulos.

Até Breve e Bom regresso às aulas...
... e claro, Boas Leituras!!!
Fábio J. a 3 de Janeiro de 2007 às 21:24

Este Natal, recebi "Marley & Eu"... P quem gosta d animais, é muito giro... Bastante exemplificativo d amor e d amizade incondicionais q eles são capazes d sentir por nós. Quem não gosta d animais, acho q passa a gostar! Quem, como eu, priva d perto c um Labrador d + d 30 kg, identifica-se c as histórias ilariantes d Marley... O livro vale, d facto, as (boas) críticas d q foi alvo, até pela simplicidade d escrita, acessivel e directa... Não é bem o meu género, mas fiquei fã!

Quanto ao teu post; é dos mais bonitos q já escreves-t... Gostei d sinceridade... Estás d parabéns.

*Fica bem*

phia_t a 5 de Janeiro de 2007 às 17:48

Conheço o livro de nome (quem é que não conhece este sucesso) e também já li a sinopse e parece-me ser um romance bastante enternecedor, mas como não o li, não sei.

Obrigado pelas tuas palavras e continua com Boas Leituras!!!

Até Breve...
Fábio J. a 5 de Janeiro de 2007 às 21:40

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa