Janeiro 31 2007

Já não apareço por cá há algum tempo, mas acreditem que não é por falta de tema. É sim por cansaço e falta de tempo. Ninguém tem uma vida fácil, a verdade é essa, mas não fiquem a pensar que me que estou a queixar. Quanto a leituras? Vou bem obrigado, até porque Anders 2 está a revelar-se uma surpresa (positiva), mas não vou referir muito esta obra para não ter de voltar atrás com a palavra, como no antecessor.

Hoje trago até ao blog um autor que me chamou a atenção de tanto aparecer nas montras. Para além das boas críticas, o nome também ajuda: Haruki Murakami, um escritor e tradutor japonês.

Este escritor de ficção centra-se em narrativas do quotidiano da sociedade japonesa juntamente com verdadeira fantasia mítica. Não faltam as descrições pormenorizadas e as personagens enigmáticas. Este livro não é excepção.

Considerada a “obra-prima do maior escritor de culto da actualidade”, Crónica do Pássaro de Corda conta-nos a história de Toru Okada, um jovem japonês. Vivendo na mais banal normalidade, Toru vê a sua vida mudar drasticamente graças a um telefonema anónimo que acaba por lhe trazer problemas: começam a aparecer personagens cada vez mais estranhas em seu redor e o real acaba por se transformar em algo fantasmagórico e surreal.

Todo o seu mundo ganha uma componente mágica, os sonhos invadem a realidade e, pouco a pouco, Toru a sentir necessidade de por um ponto final em todos os problemas e conflitos que carregou, e negou, durante toda a sua vida.

Este livro conta com uma galeria de personagens tão surpreendentes como profundamente autênticas e, quase por magia, o mundo quotidiano do Japão moderno aparece-nos como algo estranhamente familiar.

Considerada “uma experiência difícil de esquecer” pelo El Pais, este livro foi já premiado e é descrito como a obra-prima de Murakami, um ficcionista do momento.

Talvez seja um estilo diferente do habitual e, como tal, merece ser tido em atenção pelos apreciadores do género...

Até breve e Boas Leituras!

Crónica do Pássaro de Corda de Haruki Murakami

Publicado por Fábio J. às 19:03

Olá, somos dois, já que o meu tempo tem andado super limitado. Espero que esteja a correr tudo bem, além do cansaço, claro.
Não conhecia o autor nem o livro. Sinceramente, a cultura japonesa não me fascina. Digamos, acho muito interessante na antiguidade, mas na actualidade a China e o Japão não me cativam, nem os próprios desenhos-animados sequer. Mas é um livro, como referiste, diferente! é bom inovar!
Eu cá ando a ler "Lágrimas do Sol e da Lua". Li "O Guerreiro Lobo" e adorei!! Não creio gostar tanto deste como dos anteriores, mas é, contudo, um bom livro.
Até breve! (Fico contente por estares a ler Anders e a gostar, já que o último livro se tinha revelado diferente da tua expectativa..)
cricri a 31 de Janeiro de 2007 às 20:17

Esse genero de livro também não me fascina.

Fascina sim o livro que ando a ler. "D.Sebastião e o Vidente". Muito interessante sem dúvida.
Cláudia Oliveira a 1 de Fevereiro de 2007 às 15:03

Se queres que te diga a cultura japonesa/chinesa (é-me impossivel separar mentalmente as duas)também não tem grande interesse. Apenas coloquei aqui a referência (o que provavelmente fiz mal) porque tem sido um autor bastante lido e não porque goste ou pretenda ler...
Não ando a gostar da forma como o blog se tem desenvolvido. O blog está a perder cada vez mais o seu carácter pessoal e opinativo. Mais parece um blog noticioso, mas eu não quero que seja (apenas) isso. Até já pensei em apaga-lo mas depois pensei nas pessoas que conheci e nos bons momentos e pronto... tenho de mudar a estratégia e voltar a transformar este blog no meu blog!

Desculpa lá o discurso. Deixa-me dizer que só o facto de falares em O Guerreio-Lobo me deixa agitado. Estou bastante curioso. Quanto ao Anders acho que vou esperar acabar para só depois dar a opinião, pois as experiencias têm sido estranhas.

Bem, depois duma semana sem tempo absolutamente nenhum finalmente chegou o fim-de-semana. Bom fim-de-semana e Boas leituras!!!
Fábio J. a 2 de Fevereiro de 2007 às 15:36

Estás doido?! Ah...agora deicxaste-me estupefacta! Li e reli!! Apagar o blog? Mas é que nem pensar!!! Ah, desculpa lá, mas nem penses nisso! Ai, eu ia chatear-me, ah se ia!!
Vá, não leves a mal, mas não penses memso nisso, ok?
Não há problema em eres colocado este post, até porque pode haver pessoas que se interessem por este tipo de livros, e é sempre bom conhecer coisas novas, enriquece a cultura geral, não te preocupes. Claro, que a tua opinião pessoal é óptima e sempre bem-vinda!!Se quiseres mudar a estratégia é outra coisa, agora apagar é que nem pensar.
O Guerreiro Lobo, que posos dizer-te? - LÊ!! :D
É fantastico!
Bom fim-de-semana e aproveita! ;)
cricri a 2 de Fevereiro de 2007 às 21:02

Se bem me lembro tinhas ficado um pouco desiludido com o primeiro livro da saga anders , por isso espero que desta vez não fiques tão desapontada. Eu já tive a oportunidade de ler esses livros, mas acabei por não o fazer, mas se no teu próximo post disseres que adoraste o livro talvez reconsidere e leia o livro.
Quanto ao livro crónica do pássaro de corda deve confessar que não fiquei com vontade de o ler, pois a cultura japonesa não me fascina minimamente. Sei que o Japão não tem nada a ver com a china, mas a verdade é que quando penso num país automaticamente penso no outro, é claro que isto é um erro crasso, mas não o posso evitar. E eu simplesmente odeio as politicas natalistas e a cultura chinesa, não querendo ofender ninguém e peço imensa desculpa se o estou a fazer, mas matar o segundo filho de um qualquer casal chinês caso esta seja uma menina é totalmente desumano. Bom eu estou a afastar do tema do livro, mas tinha mesmo de dizer isto. Por isso não fiques chateado quando digo que não tenho vontade de ler este livro, a culpa não é tua nem dos chineses ou dos japoneses, a culpa é da minha "filosofia de vida".
depois diz se gostaste de ler o anders 2.
Estou a pensar em comprar a última feiticeira, pois, depois do que tu e a cricri disseram e ainda mais agora que ela disse que adorou o guerreiro lobo, que se não me engano é a continuação, fiquei muito curiosa.
mc a 1 de Fevereiro de 2007 às 15:47

Como disse à Cricri não sou muito apreciador da cultura japonesa/chinesa (para mim também vai dar quase tudo ao mesmo), nem estou a pensar ler este livro, longe disso. Digamos que coloquei-o aqui apenas por ser destaque em algumas livrarias, mas não tenho interesse pelo autor ou história. Talvez não devesse ter colocado aqui a referência.

Quanto ao Anders posso dizer que, para já, estou a gostar, no entanto, não é um livro tão brilhante quanto isso. Não é o estilo de escrita (mesmo construção frásica e desenvolvimento) que me fascine. Mas não é mau, simplesmente há melhor.
A Última feiticeira, essa sim, é uma boa escolha. Eu pelo menos adorei... e espero pelo próximo. Tenho para mim que irias gostar bastante.

Bom fim-de-semana e Boas leituras!

P.S.: Que estás (ou se estás) a ler, neste momento?
Fábio J. a 2 de Fevereiro de 2007 às 15:53

Eu agora não estou a ler nada, mas tenho de começar a ler rapidamente senão dou em doida!!!!!!!! é que para mim a leitura é um prazer e ao mesmo tempo um vicio.
Num post disseste que se calhar deverias retirar o comentário ao livro Crónica do pássaro de corda e eu só te digo NEM PENSES NISSO!
Uma vez disseste que quando passavas por uma livraria só vias livros do tipo código da vinci na montra e que não sabiam ser originais, tu foste original e é isso que conta. Publicaste um post com o livro diferente e ficaste a saber o que as pessoas pensam, e foi uma opinião diferente dos outros posts o que é bom pois diversifica o teu blog e torna-o ainda melhor.
por nem voltes a pensar numa coisa dessas!!!!!!!!!!! Os teus comentários os livros são óptimos e tu nunca fazes uma escolha errada.......
mc a 5 de Fevereiro de 2007 às 19:23

Como já deve ser sabido, também fico meio anormal quando não estou a ler nada, é como se me faltasse uma parte de mim...
Quanto à qualidade do post não é que o queira tirar. Acho que tenho percorrido um determinado caminho em relação ao blog que não é aquele que tinha idealizado, mas não é nada de preocupante.
Se os post são "óptimos" ou não, não sou a pessoa ideal para o dizer, no entanto, infelizmente, nem todas as minhas escolhas são certas. Isso sim seria óptimo, mas não é...

Até Breve (viciada!)...
Fábio J. a 5 de Fevereiro de 2007 às 20:18


Boas, se me é permitido, não percebo o porquê de tantas justificações em ter colocado referência ao Huraki Murakami. Encontro-me a ler o livro, foi a curiosidade que me levou a tal. Apesar de ser uma escrita de fácil leitura, considero que me está a surpreender pela positiva. Não deixa de ser um livro de fácil leitura mas mistura aspectos correntes da vida de todos nós com uma fcção divertidamente surreal.

Devo acrescentar que as culturas japonesas e chinesas, especialmente a chinesa são das mais antigas no mundo ainda existentes e sem duvida muito interessantes. Não se deve menosprezar uma cultura com base no regime politico que a domina actualmente.

Cumpriemntos
Pedro Soares a 15 de Julho de 2010 às 16:09

Curiosamente, tenho há ja algum tempo um livro de Huraki Murakami na estante, e até o quero ler em breve. Mas continua a ser um autor que não me desperta, digamos, um fascínio. É mais uma curiosidade. Mas pode ser que goste bastante.
Não desprezo qualquer cultura, mesmo quando não concordo com as suas práticas. E, sinceramente, não conheço o suficiente sobre a cultura chinesa ou japonesa para fazer considerações dignas de nota. Sou completamente leigo nesse aspecto.
Quem sabe o Murakami não me "dá umas luzes" :)

Boas Leituras
Fábio J. a 22 de Julho de 2010 às 22:29

Concordas que seja o Memorial do Convento o primeiro livro do Clube? este mês escolhi eu, paraopróxima serás tu e depois o Extremelyalive e por ai adiante??? Dá a tua opinião para começarmos o quanto antes.
Cláudia Oliveira a 1 de Fevereiro de 2007 às 16:54

Bem, em primeiro lugar mil desculpas por não responder mais cedo. Estive demasiado ocupado com testes e trabalhos.
Apesar de estar um pouco apreensivo em relação à história é óbvio que por mim tudo bem. No entanto, ainda não tenho o livro, nem sei quando o vou conseguir ler. Vou tentar aluga-lo numa biblioteca, mas só segunda-feira... e mesmo assim vais ser difícil, mas vou tentar.
O meu medo é não conseguir acompanhar as vossas leituras, tanto pelo facto de falta de tempo como pela disponibilidade dos livros. Tenho como prioridade ler os livros que seleccionei, não escondo, e se não encontrar um livro numa biblioteca ir à outra vai ser mais complicado.
Vamos ver esta semana que vem, se as coisas não correrem bem eu digo e depois tomamos alguma decisão.

Bom fim-de-semana.
Fábio J. a 2 de Fevereiro de 2007 às 16:02

Em relação ao clube não és necessariamente obrigado a ler. Podes sempre dizer o que achas do autor, ou comentar, uma opinião. Seria realmente mais engraçado todos os membros lerem o livro para falarmos em conjunto mas só o facto de falar da obra é uma boa iniciativa. Já requisitei o meu. Obrigada pela tua participação!
Cláudia Oliveira a 2 de Fevereiro de 2007 às 16:41

olha, olha, olha, olha...

n respondeste ao código hp 3ª fase...

ve se consegues responder ainda hoje, ok?

Miguel a 1 de Fevereiro de 2007 às 19:50

Lamento, mas como estive muito ocupado só tive oportunidade de ver as perguntas. Nem pude tentar responder.
Desculpa mas não deu. Fica para a próxima...

Bom fim-de-semana.
Fábio J. a 2 de Fevereiro de 2007 às 16:06

Fiquei bastante interessada no livro e gostaria muito de o ler. E ao contrário de ti e do resto do pessoal eu sou fã da cultura japonesa. É o máximo! E é verdade, o Japão é o contrário da China. Vocês também não gostavam que comparassem Portugal com Espanha, pois não? Quem não consegue distinguir uma coisa da outra, é porque nunca teve o mínimo interesse em conhecer ambas as culturas.Desculpa se te ofendi, mas não gostei da maneira como mencionaste a tua falta de interesse na cultura japonesa.
mímica a 4 de Fevereiro de 2007 às 21:12

Sim, é verdade que não sou grande apreciador da cultura japonesa, bem como da chinesa. São mundos diferentes que não me despertam curiosidade e não me recordo de ter escrito algo mais.
Reconheço a influência destes dois países na história mundial, e sei qual o lugar que ocupam, mas não me parece que seja obrigado a achar "um máximo".
Como viste, não me passam ao lado, nem as excluo, no entanto tenho a minha opinião, e penso que me é permitido dá-la.
Quanto ao ficar ofendido, não fiquei. Só não percebi de que "maneira especial" é que me expressei.
Fábio J. a 5 de Fevereiro de 2007 às 15:52

Olá, Ayumi Suzuki,

O livro é maravilhoso, vale mesmo a pena ler. Ler Murakami é ficar ligado a um mundo que já não apetece sair. E o curioso é que já não se sai.

pedro zêa a 19 de Fevereiro de 2007 às 12:57

Concordo, o livro é excelente e no meu caso não é o primeiro. No entanto para mim o Sputnik Meu Amor é o que mais fascina. Espereva num blog de literatura encontrar uma discussão mais temática e não descrições genéricas sore o livro e opiniões tontas de quem mistura a cultura japonesa com a chinesa. Para mais referente a um autor que até é considerado no Japão como demasiado influenciado pelo Ocidente. Aconselho a todos do blog lerem algo como o Mishima ou o Yasunari Kawabata para saberem o que é a literatura japonesa.
ceqiem a 20 de Fevereiro de 2007 às 05:30

Para começar, tal como tão bem foi referido, "isto" é um blog. Sendo assim penso que é suposto ser de carácter pessoal, opinativo e informal. Acho que ninguém está à espera de encontrar uma verdadeira discussão literária ao nível estrutural, etimológico ou artístico num blog frequentado e dirigido por pessoas que simplesmente gostam de ler e partilhar opiniões. Para além disso este livro foi apresentado com a intenção de o divulgar e recolher opiniões, e note-se que eu, autor, nem li o livro. Seria suposto que abordasse a obra duma forma profunda e primorosa? Não me parece...
Quanto às “opiniões tontas de quem mistura a cultura japonesa com a chinesa”, talvez tenha razão. Podem ser tontas e infundadas, mas não serão estas características duma opinião superficial sobre algo que não nos fascina?
Quanto às recomendações, obrigado!, não serão esquecidas.
Fábio J. a 20 de Fevereiro de 2007 às 15:20

Boa tarde,

Como grande amante da escrita de Murakami e da cultura japonesa (ao contrário da chinesa, que não aprecio) que sou, sugiro que leiam pelo menos uma vez Haruki Murakami.

Também eu, quando li pela primeira vez um livro deste autor (no meu caso, "Em busca do carneiro selvagem"), há cerca de 4 anos, não tinha nenhuma opinião particular sobre escritores japoneses. Nâo me "aqueciam nem arrefeciam" e deixava-os estar bem quietinhos nos seus livros nas prateleiras das livrarias.
Devo dizer que, depois da minha estreia na literatura de H. Murakami, o meu interesse pelos livros de Murakami e até pela cultura japonesa despertaram completamente.

Até ao dia de hoje já li 9 livros de Haruki Murakami, um de Kyoichi Katayama ("Um grito de amor desde o centro do mundo") e tenho já outro na prateleira de mais um escritor japonês (de Yasunari Kawabata) para uma leitura breve (ainda este ano).

Quero com isto dizer que, sendo um leitor completamente viciado de H. Murakami, as alusões à cultura japonesa presentes nos livros deste autor tornaram-me também um curioso e apaixonado pela cultura japonesa (isto inclui o sushi).

Sugiro que todos os amantes de leitura experimentem, pelo menos uma vez, enveredar pela escrita de Haruki Murakami. Fará muito mais sentido opinar dessa maneira que dar palpites apenas pela capa do livro ou pela nacionalidade do escritor.
Aposto que terão uma surpresa agradável.

Abraço,

Carlos Manuel Lopes da Silva
Carlos Manuel Lopes da Silva a 14 de Setembro de 2010 às 16:52

Só posso concordar: apenas faz sentido opinar quando se tem uma opinião fundamentada, e no que toca à literatura, a fundamentação é feita com a leitura.

Pelo que percebi, Murakami conseguiu despertar curiosidade por toda a sua cultura. Isso é, sem dúvida, muito bom... Será essa a minha reacção também? Só lendo...

Murakani está na estante, e Kawabata também. Eles esperam, mas acabarão por ser lidos...

Obrigado pela opinião e pelo incentivo à leitura de obras japonesas!
Fábio J. a 26 de Dezembro de 2010 às 22:56

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa