Março 05 2007

Ontem tive um almoço em família. Depois disso fiquei na mesa com a minha avó e acabamos a falar em religião, um dos seus temas preferidos que acaba sempre por ser o tema quando estamos juntos. Ela é totalmente crente e bastante dogmática e radical em relação a factos e histórias do catolicismo, mas gosta de discutir o assunto. Como não podia deixar de ser confrontei-a com algumas “teses” d’O Código da Vinci. Bem, depois ter sido designado como um Jeová e descrente, de quase levar a minha avó ao enfarte e de ser aconselhado a rezar, rezar muito, desisti da conversa, mas não sem antes tranquiliza-la com ”Não se preocupe, isto é só um romance, tudo invenção”.

Não lhe cheguei a sugerir que lesse o livro pois pouco o apreciaria uma vez que o acharia uma heresia. Não que não fosse gostar do romance em si, mas neste caso acho que o fundo histórico taparia a narrativa, e a parte artística perder-se-ia.

Sim, pois eu acho que a leitura, ou duma forma mais correcta, a literatura é uma forma de arte e consequentemente os escritores são artistas. Qualquer obra de arte tenta transmitir uma mensagem. Tenta fazer com que quem a aprecie sinta algo, concreto ou não, e que mesmo inexplicavelmente goste ou deteste, ame ou odeie, pois no fundo o importante é despertar sensações, reacções...

Os livros, com as suas palavras laboriosamente seleccionadas e relacionadas, causadoras de tantas sensações e sentimentos, e geradoras de inúmeras interpretações, são para mim uma expressão de arte, uma arte que se cultiva durante a leitura e que só tem sentido com esta.

Mas servem também de companhia naqueles dias de insónias ou aborrecimento. Quando se está só, ou a companhia nos faz sentir isso, e tudo que queremos é divagar e descontrair, nada há melhor do que se deleitar com uma boa história. Fazem-nos passar bons momentos pois, com todas aquelas sensações e descobertas, mistérios que nos deixam curiosos, relatos tocantes ou enredos impressionantes tudo esquecemos. É uma boa maneira de aproveitar o tempo, sem dúvida (para quem gosta).

Mas as perspectivas podem ser outras e, para além da parte erudita ou “desportiva” dum livro, há também quem se debruce sobre a sua parte mais útil, mais proveitosa como pensam alguns. É que um livro é sempre (ou devia ser) uma grande fonte de conhecimento. Foi-o durante séculos, mas mesmo agora é muito aquilo que, sob a forma de retrato da realidade seja sob fruto da imaginação do artista, é apresentado ao leitor e o completa, pois os livros completam-nos, cada um da sua forma, mas completam.

Existe sempre a possibilidade de pura e simplesmente não se querer deixar absorver pela leitura, talvez com medo das sensações, talvez com medo do complemento, mas justificadamente porque não se gosta...

O livro pode ser visto sobre muitas perspectivas mas o importante é ler. Se já o faz continue, caso contrário esta semana é uma boa altura para o começar a fazer.

__________________________________

Para mim, a leitura é...

 

29.85% arte
35.82% entretenimento
31.34% conhecimento
2.98% algo desinteressante

 

Total: 67 respostas

Boa semana e Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 21:42

Olá,
dizeste quase tudo. Post muito interessante. também considero a literatura uma arte. Uma àrea mais alargada que o entretenimento e conhecimento ou talvez a junção das duas.
Nã sei viver sem os livros. Que seria de mim sem eles. Vazia, seria vazia.
Cláudia Oliveira a 6 de Março de 2007 às 18:15

Precisamente por achar os livros algo tão completo, não os posso deixar de considerar uma expressão de arte.
Tal como já cheguei a dizer, o próprio objecto é, para mim, algo venerável. Tenho bastante respeito por aquele "objecto rectangular", pois sei o que esconde dentro de si e o que pode expressar.
Imaginar-me sem livros é algo bastante deprimente.

P.S.: Tal como temia atrasei-me, por causa do estudo, em Contos Inacabados. Mas já tenho O Hobbit na minha estante pronto a ser lido. Em breve começá-lo-ei.

Até Breve!!!
Fábio J. a 11 de Março de 2007 às 14:42

Olá!! Relativamente ao inquérito, para mim a leitura é entretenimento e sobretudo conhecimento, pois além de eu ler com prazer também aprendo muito com aquilo que leio. Claro que só alguns livros é que nos deixam viciados na leitura.
Estou com bastante interesse em comprar o livro "A última feiticeira" da saga "As pedras mágicas" pois o género literário fantástico é o meu predilecto. Gostava que me desses a tua opinião crítica sobre a saga, se é realmente boa como Harry Potter, Eldest ou Senhor dos Anéis.
Continuação de Boas Leituras ;)
Cornelius Fudge a 11 de Março de 2007 às 13:26

Sem dúvida que aprendemos bastante com os livro, quanto mais não seja na expressividade, mas eu considero-os, sobretudo, uma forma de arte. Opiniões discutem-se, felizmente!

Tal como acho que já aqui referi, "A Última Feiticeira" é um dos livros que mais me absorveu nos últimos tempo. É difícil compará-la, mas posso dar a minha opinião.
Embora goste de Eragon e Eldest considero esta obra muito melhor. Mais expressiva, mais erudita, mais "bonita"!
Quanto a HP, bem, eu próprio fiz a comparação enquanto a lia, e acho que a forma de contar as coisas é padronizada da mesma forma. HP é HP, mas "A Saga das Pedras Mágicas" não lhe fica trás, nem na narração, nem nas mensagens...
Em relação a Tolkien é mais complicado, pois as escritas são muito diferentes. A escrita de Sandra Carvalho é muito mais "leve" que a de Tolkien. Contudo a força das palavras também é muito assinalada n'"A Última Feiticeira". Talvez o SDA tenha um enredo melhor estruturado e mais complexo, mas talvez a simplicidade de Sandra Carvalho seja, neste caso, um ponto a favor.
Não posso ainda deixar de referir que, uma vez que esta obra é originalmente portuguesa, existe nela um poder e um uso da palavras que não pode ser encontrado nas outras obras. Tem uma grande beleza, como disse, e a variedade de temas e situações marcam a história.
Ricomendo vivamente. Acho que não te irias arrepender!

Caso a leias, fico à espera dma opinião pessoal sobre a obra.
Até Breve!
Fábio J. a 11 de Março de 2007 às 14:59

A leitura é uma arte sem dúvida, tal como tu referiste. Um quadro, uma escultura, transmitem-nos uma mensagem, sensações, onstruimos opiniões acerca deles, a leitura também. Mas uma arte aida melhor! Se a pintura e a esultura, por exemplo, são belíssimas a leitura é a única que nos leva para mundos que de outra forma não conheceríamos, que nos liga a persinagens que conhecemos quase melhor que nós próprios e nos mostra coisas que de outrs forma nunca veríamos. O que seria de nós sem a leitura? Eu naõ sou capaz de me imaginar sem ela.
Gostei da parte da conversa da tua avó! :)
Sei bem que isso é. A mim aconteceu-me algo parecido quando debatia com o meu avô a ida do Homem à lua. Ultimamente tenho discutido muito assuntos religiosos em casa. O meu pai (que antes lia muito pouco) viciou-se em Dan Brown, livros sobre templários, sobre Jesus Cristo (entre outros, claro) e muitas vezes acabamos a debater nas reuniões familiares esses temas. é interessante! Mas não com os avós, que julgo que teriam uma reacção péssima e ainda seria chamada de herege! Era muito forte para eles, deixo-os com as suas crenças! ;)
cricri a 14 de Março de 2007 às 13:51

Eu acho que todos devemos ser confrontados com ideias novas, e lá por se ser mais velho não temos desculpas. Por acaso não me estou a ver a discutir este assunto com a minha outra avó, mas esta lê mais e está aberta a opiniões, mesmo que completamente erradas, para ela.

Sem dúvida que a literatura é uma arte, e a arte mais expressiva, profunda e divagante... o que é bom.
Fábio J. a 14 de Março de 2007 às 17:49

Quando algumas pessoas se sentem tristes gostam de estar acompanhadas, de sair, de fazer algo divertido............ quando eu estou mais em baixo, gosto de ir à minha estante escolher um livro deitar-me na minha cama, abrir o livro numa parte ao calhas e começar a ler. Faço tantas vezes isso que quando abro um livro identifico logo a parte em que calhei e sei exactamente quais a falas que vêem a seguir. Para mim os livros são mais do que arte, mais do que puro entretenimento, para mim eles são um conforto para a alma.........................
mc a 15 de Março de 2007 às 21:08

Magníficas palavras!

Confesso que muitas vezes faço o mesmo, normalmente à noite, depois do banho. Pego num livro, abro-o a meio e começo a ler. É uma sensação muito reconfortante...
Fábio J. a 16 de Março de 2007 às 15:55

É exactamente assim que me sinto quando leio!
Normalmente, depois de acabar um bom livro, fico com aquele sentimento de pena, por perder aquelas personagens e aquele ambiente que me levaram a passar momentos tão fabulosos!
Miss Alcor a 16 de Março de 2007 às 20:37

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa