Junho 20 2007
E amanhã é mesmo o último dia! Não estou lá muito entusiasmado; estes últimos dias não têm sido fáceis, mas espero estar feliz e contente, amanhã...
A leitura tem sido, claramente, um momento de descontracção e paz. Deixo de ser quem sou, esqueço a minha vida e os meus problemas e encarno uma personagem. Afinal, viver os problemas duma personagem, fictícios, é mais fácil do que viver os nossos, reais. E para além disso, sabe bem saborear as fantásticas palavras de Le Guin, perdendo-me na sua história e no seu mundo, o incrível Terramar. É um alívio...
A maioria das pessoas precisa de algo em que possa apoiar a sua vida, o seu percurso. Há quem não consiga viver sem o seu exercício físico de manhã, ou a sua música no autocarro, ou o seu café depois do almoço, ou o seu banho ao fim do dia... Eu não consigo viver sem aquele momento ao final do dia, no qual ponho a minha vida de parte e ganho uma nova alma, o momento em que leio.
Para tornar momentos como estes ainda melhores, criam-se livro ainda melhores. Funcionais, baratos, acessíveis, modernos, legíveis em qualquer lugar – no metro ou no autocarro –, lettering moderno, corpo da letra maior, lombada flexível. Estas são algumas das características dos novos livros de bolso lançados pela Dom Quixote, integrados na colecção Booket. A ideia é combinar preço, formato e acessibilidade, de forma a tornar o livro um objecto mais próximo dos portugueses, tornando o momento de leitura acessível a todos. Esta colecção aposta em reedições de autores portugueses e internacionais, para que agora a leitura de grandes obras possa ser feita por todos, em qualquer lugar.
Com a mesma intenção juntaram-se a Assírio & Alvim, a Cotovia e a editora Relógio d'Água, criando a Biblioteca Editores Independentes, uma aposta na edição de grandes clássicos a pequenos preços, sob a forma de livros de bolso. Tentando contrariar o insucesso que normalmente este tipo de lançamentos tem em Portugal, as três editoras juntaram-se para trazer até aos portugueses grandes obras, duma forma acessível a todos, tal como no caso anterior.
O livro de bolso nunca foi visto com bons olhos em Portugal. Tentando contrariar a ideia que estes são de pior qualidade física, e mesmo de conteúdo, estas editoras apostaram, recentemente, no nosso mercado e esperam que o livro de bolso, aquele pequeno objecto de levamos na mala, ou na mão, junto com as revistas, ajude a aumentar os níveis de literacia e leitura em Portugal.
Tiraram os livros das prateleiras... resta saber se os levam até aos leitores. Não deixa de ser um iniciativa que busca o lucro, por parte das editoras, mas é sem dúvida uma iniciativa bastante louvável e que merece o apoio de qualquer um de nós.
Bem, de seguida irei para zénite do meu dia: a leitura. Sei que o post não foi grande coisa, mas a ideia foi transmitida e espero que leiam!
Por isso mesmo, Boas Leituras!!!
Publicado por Fábio J. às 22:48

Ora, não foi grande coisa..!Estes posts são sempre bons! De qualquer forma é normal que estejas cansado. Acho que qualquer estudante está após estes 9 meses e estes finais tão intensos..!

Pessoalmente, gosto muito de apreciar os meus livros na estante (não é só apreciar, é apreciá-los depois de os ler e ver que estão ao meu acesso - é horrível quem se gaba de ter uma imensidão de livros - infelizmente não é o meu caso, imensidão - e nunca os ter lido) e gosto que sejam resistentes, sem dúvida. Tenho pena das capas do Harry Potter, por exemplo! hehe
Mas quando sei que vou para algum sítio e tenho de esperar costumo levar um livro comigo, e é verdade que seria muito mais cómodo um volume pequeno, para se transportar..! Inovar é sempre bom, desde que seja de forma razoável e esta é-o sem dúvida. Que ao menos contribua para uma aproximação dos portugueses aos livros, que muitos ainda parecem ter "bibliofobia" (não sei se existe, mas acho que entendes o significado ;) ).
O importante é que eles estejam disponíveis para ler...para mim em papel e não em formato e-book, já que o prazer de segurar um livro nas mãos e sentir o cheiro, virar as páginas, aquelas letras...parece um tesouro que abrimos! :) Isso também conta para o prazer de ler.

Entao, um ÓPTIMO início de férias!:)
Aproveita as últimas que verdadeiramente tens!
cricri a 21 de Junho de 2007 às 16:40

9 meses de trabalho! Penso se o esforço valeu a pena. Vale sempre, se a alma não for pequena e acho que a minha não é. Hei de ter o meu descanso.
Também para mim é um prazer ter os livros que li sempre à mão, à distancia dum toque, sempre dispostos a serem abertos e a apresentarem-me um momento (como tantas vezes faço). Só de os ver aií, organizados e em fila, fico contente, contente pelos fantásticos momentos que os passei a ler...
Por acaso, enquanto segurava, no outro dia (em que limpava o pó dos livros, como faço todas as semanas, como muito gosto) reparava nisso. Um livro com uma história assim merecia uma capa no mínimo mais grossa. Mas o que importa é o conteúdo (embora as qualidades físicas não seja algo pouco importante).

Desde que tornem os livros mais baratos, mais acessiveis e mais leves, já agradeço. Tornar o livro num objecto funcional é sem dúvida algo funcional. Gosto de ler à noite, no sossego do meu quarto, mas gostava de ter livros mais funcionais...
E o prazer de abrir um livro e folhea-lo. Faço isso mil e uma vezes. Há uns tempos, podia jurar que reconhecia os meus livros pelo cheiro, e com alguns ainda afirmo isso. Com o tacto é a mesma coisa. Basta um toque, um perfume...
Um conforto de que não abdico.

Tem, então, um Bom fim-de-semana e, logo que possível, umas fantásticas férias.
Eu aproveitarei as minhas. (e nem me lembres que são das últimas!)

Fernando Pessoa! :)

Bem, se os livros de bolso ficarem mais baratos (nem tinha pensado na hipótese) será muito bom! É que há que pensar que nós, jovens, não temos um salário..!Mas muitos acho que nem que os livros fossem dados os leriam!

Eu disse-te isso das férias, porque nas minhas "últimas" férias passeio o verão a pensar nisso: para o ano já tenho exames, já não tenho 3 meses, etc etc
Mas aproveita! Ainda para mais esta fresquinho e não aquele calor abrasador. Se bem que uns raios de sol não faziam mal a ninguém..!
Bom fim-de-semana!
cricri a 22 de Junho de 2007 às 00:20

"A maioria das pessoas precisa de algo em que possa apoiar a sua vida, o seu percurso. Há quem não consiga viver sem o seu exercício físico de manhã, ou a sua música no autocarro, ou o seu café depois do almoço, ou o seu banho ao fim do dia... Eu não consigo viver sem aquele momento ao final do dia, no qual ponho a minha vida de parte e ganho uma nova alma, o momento em que leio."

Concordo plenamente contigo. Ha tempos que nao vejo telenovelas nem tv de jeito. a companhia de um livro supera quase qq coisa. infelizmente os livros nao sao assim tao baratos e acessiveis,, e para uma estudante.. as coisas ficam mais complicadas.
continua com o BLog,, gosto sempre de ler as novidades.
Rute Pinto a 27 de Junho de 2007 às 21:47

É realmente um momento indispensavel no meu dia, e certamente no de várias outras pessoas. É um complemento essencial do dia. Infelizmente não é lá muito acessível, principalmente se os quisermos comprar... Enfim, vai-se "lutando" e tentando conseguir satisfaser este vício.

Obrigado pelo comentário!
Até Breve!
Fábio J. a 28 de Junho de 2007 às 22:54

eu não tenho tido muito tempo por causa dos exames, porque ainda tenho de estudar para um que deixei para a segunda fase, mas assim que puder comento todos os teus posts. Só passei por cá para dizer isso.
mc a 5 de Julho de 2007 às 12:11

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa