Junho 03 2008
Por motivos meramente técnicos, que me ultrapassaram, estive exactamente durante uma semana sem acesso à Internet. Como tal, foi-me impossível actualizar o blog e comentar muitas das coisas que se têm vindo a passar no universo literário.
Houve, em especial, algo que temi não poder assinalar: os dois anos passados desde o arranque deste blog. Considero-a uma data significativa, já que muito mudei desde que aqui comecei a exprimir-me. E muito tem este blog de mim, não posso deixar de confessá-lo. Este post é, aliás, o 200º que publico.
Curioso quanto à opinião dos visitantes acerca de blogs literários como este, coloquei, na habitual caixa de opinião da barra lateral, uma questão acerca da relação destes meios de comunicação com o universo literário actual.
Não direi todos os dias, mas basta fazer uma breve pesquisa na Internet para perceber que quase todas as semanas surge um novo blog literário português. E se é verdade que muitos deles não vingam, não passando do post de apresentação, não é menos verdade que outros tantos conseguem captar a atenção de uns quantos cibernautas e definir-se como um espaço de opinião e critica literária interessante.
A diversidade de estilos, de perspectivas e de intencionalidades levam à formação de um cosmos paralelo, no qual os livros são o mote principal mas onde tudo pode ser dito. Local privilegiado para a crítica e divulgação, há muito as editoras perceberam que o mundo dos blogs é um mundo a conquistar, quiçá o espaço excepcional na promoção de uma nova obra literária ou de um novo autor.
É difícil precisar qual a real influência de um blog, e um blog literário especificamente, nos seus visitantes, mas parece-me claro que, independentemente de outros factores, quem lê um blog sobre livros falo por gosto e curiosidade e, como tal, acabará por ser minimamente influenciado pelo que lá encontra.

Assim sendo, os blogs que se dedicam à crítica e à divulgação literária têm um papel emergente no mundo dos livros... resta saber se, mesmo com tal intencionalidade, fazem realmente parte deste.

No fundo, este é apenas mais um entre tantos outros blogs sobre livros.  

 

No actual universo literário, os blogs sobre livros são:
 
70.45% Indispensáveis
18.18% Casualmente úteis
2.27% Desnecessários
9.09% Mero entretenimento

 

Total: 44 respostas
 

Bons blogs!!!

Publicado por Fábio J. às 23:54
Tags:

O número de livros publicados no nosso mercado é cada vez menor e as pessoas têm cada vez menos tempo. Daí a importância que os blogs literários têm vindo a ganhar: são locais onde facilmente se podem ler críticas sobre as últimas novidades (e não só) e, por outro lado, ficar a conhecer obras que de outra forma nunca iríamos conhecer. Pessoalmente, prefiro ouvir e ler opiniões de pessoas "normais" do que ler críticas especializadas.
Gostava ainda de acrescentar, e para quem está a pensar nisso, que para se ter um blog sobre livros é necessário não só ter uma grande paixão sobre eles, mas também ter a paciência e persistência de o manter actualizado com posts interessantes. Se se juntarem os dois factores, mais tarde ou mais cedo a experiência acaba por revelar-se extremamente enriquecedora.
canochinha a 4 de Junho de 2008 às 10:02

Cada vez menor? O.O Só em 2007 foram editados 28.5 mil títulos em portugal. Mesmo sendo um número que aglutine novidades, reedições e reimpressões, é muita coisa. Mas o que é certo é que muitos destes títulos são "lixo" ou livros de estudo, e por isso é que dão jeito os blogs sobre livros - para sabermos o que havemos (ou não) de ler a seguir :-) E, concordo, para lermos opiniões vindas do "leitor comum", muitas das vezes mais verdadeiras.

E não podia deixar de concordar com o parágrafo final do teu comentário, canochinha ;-) Eu adoro livros, mas sou muito preguiçoso, por isso é que, quando criei o meu blog, não lhe dei um tema só, apesar de os livros (e o seu mundo) serem presença assidua nos meus posts =P

Como já referi, acho que o problema está mesmo na grande quantidade que não se reflecte na qualidade. Há mais livros, e mais livros bons, mas por seu turno a quantidade de lixo é, também, cada vez maior.
Quanto às críticas, eu confesso que não desgosto das de alguns críticos literários em específico, interessantes e informativas, mas regra geral acho as pessoas, como as de blogs, mais úteis. Se bem que, mesmo em blogs, as opiniões variam tanto, tanto, que o leitor não chega a conclusão nenhuma.
Fábio J. a 4 de Junho de 2008 às 23:28

Não tenho dados concretos, mas acho estranho que o número de livros publicados em Portugal seja cada vez menor. O mercado está em expansão... A percentagem de bons livros, essa sim, acredito que é cada vez menor. Hoje em dia há de tudo (e isso é bom), e por isso encontra-se de tudo, incluindo muito lixo.
Eu sou da mesma opinião que tu. Prefiro uma opinião simples mas esclarecedora do que uma especialista mas que pouco informa... E é aqui que os blogs sobre livros, e a diversidade de blogs sobre livros em específico, é importante para quem gosta de ler.
E, já agora, prestem atenção aos conselhos da canochinha! Com ela resultaram muito bem, a ver pelo excelente trabalho que tem feito! ;)

Meus caros amigos, a palavra "menor" foi, obviamente, um lapso. Deveria estar "maior" no seu lugar... até porque depois o resto não fazia sentido.
Cumprimentos

LOL

Parabéns pelos 2 anos... e pelos 200 posts ;-)
Não é toda a gente que se pode vangloriar de ter mantido um blog sobre livros durante 2 anos (e espero que sejam muitos mais), com uma média que atinge quase 2 posts por semana.
Francisco Norega a 4 de Junho de 2008 às 19:17

Obrigado!
Se por um lado nem dei pela passagem destes dois anos, por outro parece que ele sempre existiu...
A média de 2 posts por semana não muito boa, diga-se de passagem, mas é o que há. :p

Até Breve!
Fábio J. a 4 de Junho de 2008 às 23:37

Qualquer blog sobre livros sério é útil para a divulgação. Pena que os livros em Portugal sejam tão caros, mais que um CD e muitas vezes mais que um DVD. Não tenho quaisquer dúvidas que isso não ajuda nada no sentido de aumentar o universo de leitores.
Estive de férias em Portugal, fui à FNAC no intuito de comprar uns 5 ou 6 livros em português e de autores portugueses. Assustei-me com os preços, que andam na média dos 18 a 20 euros... e acabei por comprar apenas 2, os quais já devorei.
Como é possível o mesmo livro de Saramago custar 19 euros em portugal e 6 libras em Londres na sua versão inglesa?
Ou, recorrendo às teorias da conspiração, isto é uma manobra dos governos para manter o povo ignorante?

P.S: Parabéns pelo blog
schlumpy a 14 de Julho de 2008 às 23:03

Eu também tinha a ideia que em Portugal os livros eram mais caros do que "lá fora". Por isso mesmo, há alguns tempo pus-me a comparar preços em livrarias online, um pouco por toda a Europa. O resultado: há países com preços bastante mais altos. A única diferença está, pelo que percebi, nos livros "não recentes", talvez nos clássicos (pelos quais pesquisei). Aí sim, em Portugal são mais caros.
Seja como for, como ou sem comparação, os livros estão caros. E fazer o que o schlumpy quis fazer não é (definitivamente) para todos.
Em Portugal temos de fazer contenção, mesmo na compra de livros. :(

Quanto à teoria da conspiração, em consciência digo que não, mas lá que existem algumas leis não muito favoráveis ao leitor, lá isso é verdade.
Valham-nos as bibliotecas. Essas, para já, ainda não foram fechadas...
Fábio J. a 16 de Julho de 2008 às 23:50


Pois se as pessoas tem muito interesse em comprar livros, não me parece.

Criei um blog com livros a preços quase simbólicos, alguns novos e outros de referência, e nem mesmo assim as pessoas parecem interessar-se.

O blog é: http://intern-books.blogspot.com/ (http://intern-books.blogspot.com/)...

Também é verdade que há pessoas que se aproveitam... estava eu a pôr o preço de um livro a 2 Euros e, no mesmo site, havia alguém que tinha o mesmo livro a 4... Quando o preço do livro novo deveria rondar os 2,50 euros.

Ou seja, o vendedor teve-o, usufruiu dele e ainda queria ganhar dinheiro com ele, como se o dito livro fosse já uma raridade.
João Martinho a 24 de Março de 2010 às 18:42

Comprar livros envolve o "calcanhar de Aquiles" das artes: dinheiro. Não basta querer comprar, é preciso poder comprar... Mas isso levanta uma série de questões que não vou agora desenvolver.

Quanto a blogs como o "ibooks", eu acho que há uma série de factores que fazem as pessoas não comprar os seus livros. Eu nunca comprei, por três razões: 1º muitas vezes o ,odo de pagamento/ recepção do livro é pouco fiável e não há como ter garantias que o livro me será entregue nas condições descritas; 2º na esmagadora maioria das vezes, simplesmente não têm livros que me apeteça comprar; 3º sim, por vezes os preços são um roubo para livros usados.

Mas há que ver cada espaço, para melhor argumentar...
Fábio J. a 1 de Abril de 2010 às 23:41

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa