Agosto 05 2008
Como descrever um livro que manipula e enlouquece, oferecendo ao leitor palavras claras mas portadoras de um doentio sentido de demência? Não importa. O mais provável é a demência e loucura já estarem cá, há muito tempo. O livro apenas as despertou.
A Trilogia de Nova Iorque, conhecida obra de Paul Auster, é composta por três narrativas: Cidade de Vidro, Fantasmas e O Quarto Fechado à Chave. As histórias são diferentes, os enredos são diferentes, e contudo há sempre algo ou alguém que as ligam, tornando-as complementares.
Cidade de Vidro é, dentre as três, a minha favorita. E digo favorita porque, por mais ligadas que as histórias possam estar, a minha opinião difere de acordo com a narrativa. Nesta primeira Quinn, um escritor solitário, troca a sua vida e transforma-se numa figura transtornada e louca. Muito bem construída, esta história tem o poder de transportar o próprio leitor para uma outra dimensão, despertando-o para o que realmente é, ou melhor, para quem realmente é.
Tal como a precedente, Fantasmas peca pelas situações óbvias, mas revelou-se igualmente insólita. Na verdade, diria que a similitude entre ambas as histórias chega a ser um aspecto negativo, mas nada que impeça o leitor de, mais uma vez, se embrenhar nos complexos labirintos psicológicos criados pelo leitor. Mais um vez o protagonista, um detective contratado para vigiar um homem a tempo inteiro, sofre uma metamorfose psicológica e social.
O Quarto Fechado foi a desilusão. O autor alterou o estilo e não gostei do resultado. Momentos houve em que a leitura não foi agradável, e espremendo a narrativa pouco fica. Por um lado é a história mais linear das três mas, ao contrário das anteriores, desperdiça muito em parágrafos desinteressantes e completamente inúteis. Nela, um jovem comentador é forçado a voltar ao passado, acabando por viver a vida de um velho amigo desaparecido.
No fundo, tudo se liga por ser alucinante e perturbador, resultado de um bem ministrado jogo de realidades, no qual vidas são exploradas e alteradas. São apenas causas e consequências. Nada passa de vontade e realidade.
Paul Auster revelou-se, assim, um autor de referência. De certa forma o livro perturbou-me e alterou-me; sou sua vítima, mas não me importo. É para isto que os livros servem e por isso valeu a pena.
A Trilogia de Nova Iorque de Paul Auster
Boas Leituras!

 

Publicado por Fábio J. às 22:51

Olá, é sempre um prazer fazer descobertas de excelentes autores, por mim desconhecidos, através do seu blog! Estou com vontade de ler algumas obras de Paul, também...
Aliás, o sobrenome dele é AusteR, certo?!
Fica na paz!
Ronni a 6 de Agosto de 2008 às 00:35

É um autor muito cativante, possuidor de um estilo até então desconhecido para mim.

E sim, tens toda a razão. É Paul Auster, e não Austen. O facto é que Austen me soa melhor, talvez devido à Jane Austen... Enfim, muito obrigado pela chamada de atenção. Já corrigi.

Até Breve!
Fábio J. a 6 de Agosto de 2008 às 14:25

Olá! vejo, que apesar tu dizeres que as férias não são boas para as leituras, que tens actualizado mais o teu blog, o que é muito bom.
Queria pedir-te se me pudesses dar uma sugestão de leitura, porque ando à procura de um livro que me possa entreter durante este mês (de certeza que preciso de mais de três livros). É que não sei o que me poderá agradar. É como se andasse numa época difícil para a leitura, porque só me apetece ler livros do estilo fantástico. Que podes tu me aconselhar?

Boas e continua com as tuas "criticas" aos livros ;)
stevs a 6 de Agosto de 2008 às 10:48

As férias não são boas para as leituras... não tenho bem presente se escrevi isso ou não, mas a verdade é que, pelo menos nestas férias, tenho lido mais do que o habitual.
O Verão não é bom é para os blogs. As visitas descem substancialmente.

Quanto à sugestão tenho alguma dificuldade em escolher. Um livro que eu queira ler não é propriamente um livro que outros queiram ler... hmm.
Se só te apetece ler livros de fantasia talvez comece por aí. Não vejo problemas nessa tua vontade: tempos houve em que praticamente só li fantasia e não me arrependo. Se ainda não leste, Tolkien, George Martin, Ursula le Guin ou Pedro Ventura parecem-me boas opções. Recentemente foi lançado o último volume das "Crónicas de Mundo Emersos": história que me desperta interesse.
Quanto a outros géneros, eu surpreendi-me com John le Carré e Paul Auster. Talvez gostasses.
Existem tantos nomes...

Acho que não sou bons a fazer sugestões personalizadas, mas podes começar por dar uma vista de olhos pelos livros que aqui destaco ou pelos destaques das livrarias virtuais. É um começo.

Até à próxima! :)

P.S.: Podes ver aqui (oslivros.blogs.sapo.pt/54933.html#comentarios) algumas sugestões feitas pelo Francisco Nogeira.

É norega :P

E Martin é sem dúvida uma grande sugestão, assim como Jonathan Stroud, já para não falar de todos os outros nomes que referi.

Eu desisto :(
Devo ser disléctico ou assim... Primeiro foi o Austen, agora o Nogeira (sem u ainda p'ra mais)...
Aceita as minhas desculpas, não foi propositado. :p

Eu sei que não, pá :P (Quase) Toda a gente se engana. lol

Obrigado pelas dicas. Talvez me deixe tentar por Tolkien , autor cujo nunca me despertou interesse, mesmo depois do sucesso de Senhor dos Anéis. Acho que o problema está aí o filme foi tão bom, que tenho um certo "medo" de não idealizar muito bem a escrita de Tolkien .
Outro livro que não leio, pela mesma razão, é "As Crónicas de Narnia ", com o argumento, a acrescentar, de me terem dito, que o livro não é grande coisa, comparado ao filme.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Obrigado pelas dicas. Talvez me deixe tentar por Tolkien , autor cujo nunca me despertou interesse, mesmo depois do sucesso de Senhor dos Anéis. Acho que o problema está aí o filme foi tão bom, que tenho um certo "medo" de não idealizar muito bem a escrita de Tolkien . <BR>Outro livro que não leio, pela mesma razão, é "As Crónicas de Narnia ", com o argumento, a acrescentar, de me terem dito, que o livro não é grande coisa, comparado ao filme. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Jà</A> a "Bússola Dourada", funcionou de modo diferente. Se não me apetece ler esse livro, da qual me falaram muito bem, é porque o filme é uma desilusão, comparado com as tais expectativas que me criaram e que eu próprio criei a partir da opinião dos outros. <BR>Ou seja, os filmes t^em sortido um efeito negativo na minha vontade de ler determinados livros. Talvez por agora, me aventure com a continuação de Eragon ". Talvez o tempo de ler "Eldest " faça com que este receio desapareça. xD <BR><BR>Mais uma vez obrigado, e quando voltar a Portugal , procurarei pelos autores portugueses que mencionaste ;) <BR>Boa continuação de blog
stevs a 16 de Agosto de 2008 às 17:27

upssss!!! parece que houve um problema na corecção ortografica. Tenho de voltar para o meu teclado, ja não aguento este teclado frances, que mal me deixa por os acentos. Por isso prefiro não po-los nos comentarios. desculpa la. xD

:S
stevs a 16 de Agosto de 2008 às 17:31

Eu tenho um amigo que apesar de apreciador dos filmes não passou dos primeiros capítulos de trilogia literária. Não gostou, achou chata, enfadonha. E se queres que te confesse, também achei algumas partes da trilogia, sobretudo do primeiro livro, um pouco aborrecidas Mas quando as li já estava maravilhado com a mitologia da Arda. Lê o Silmarillion. Mesmo que não leias mais nada do autor lê este livro. É excelente e o melhor do autor.
Quanto às Crónicas de Nárnia, eu não gostei do filme, e dos dois livros que li odiei um. Seja como for, para clássico a história deixa, a meu ver, muito, mas mesmo muito a desejar. Mas experimenta um. A maioria dos leitores adora.

Como vez, tens muito por onde escolher.
E quanto à ortografia, não te preocupes. O problema é do software, não teu.

Até à próxima.

Ontem, enquanto passeava pelos corredores de uma livraria, encontrei-me, por maior das coincidências , com o livro Silmarillion " , ainda antes de ler a tua resposta. Andava a ver livros de Tolkien e este despertou-me o olhar. Isso das coincidências assusta. "As Crónicas de Narnia " vou deixar para mais tarde, por agora vou mesmo ler Eldest " e talvez me aventure, depois, em "Mundos Paralelos" ou então com Tolkien . Ando mesmo rabugento com os livros. Pode ser que esta má onda passe.
Outra boa surpresa que tive, ontem na livraria, foi encontrar a banda desenhada dos Simpson ". Foi mesmo a dose de risada do dia! A BD chega a ser mais cómica que a própria série televisiva. Fica aí uma sugestão ;)
stevs a 20 de Agosto de 2008 às 20:05

Comecei a ler o livro, mas entretando chegaram os últimos de anders e interrompi. Pelo pouco que li gostei, cativou-me. Vou retomar a leitura assim que possa e volto para comentar (:
º C a 6 de Agosto de 2008 às 15:54

Fico, então, à espera do comentário. è sempre bom ler opiniões diferentes.

Já agora, fiquei confuso: num comentário anterior não tinhas dito que leste toda a saga Anders?

Até Breve!

E li. Mas dois livros foram requesitidos na escola, os outros não havia lá por isso mandei vir (: Vou ler e depois comento :D
º C a 8 de Agosto de 2008 às 20:08

Comprei este livro na Feira do Livro e vou ler em breve. Deste autor ainda não li nada e estou cada vez mais interessada. Boa sugestão :)
Sofia a 9 de Agosto de 2008 às 13:03

Eu gostei do que li, e fiquei tentado a ler algo mais deste autor.
Logo que se proporcione fá-lo-ei.

Espero que gostes!
Fábio J. a 16 de Agosto de 2008 às 19:53

Esta trilogia vou ler.
Obrigada!
jasmim a 11 de Agosto de 2008 às 22:44

caro critico:
ha imeso tempo que ca nao vinha. tenho que aproveitar as ferias para carrregar as baterias para o novo ano lectivo.
ja li todos os livros públicados sobre o o portao do corvo (optima colecção), ja li um livro chamado "Foi Assim Que Aconteceu" de teresa font (escrita simples que te faz rir com o seu tipo de escrita), li Stravaganza - city of secrets ( aquela colecção que ja te tinha falado, li em ingles :P) e ja so me falata ler as Vagas de Fogo de filipe faria. Estou a adorar ler as cronicas de allaryia. ja leste esta saga toda?
que andas a ler e que novas ideias de livros? sabes alguma coisa sobre a continuação da saga das pedras magicas? tenho que me voltar a actualizar. desculpa a ausencia.
ARYA a 16 de Agosto de 2008 às 00:56

É verdade: há muito tempo que não nos revelavas o que andas a ler. E tens razão: temos de aproveitar as férias.

Referiste o Portão do Corvo, e pelos vistos gostaste. Eu só há pouco tempo me apercebi dos três livros já publicados...
Quanto ao "Foi Assim..." eu já li sobre ele em algum lado, na altura em que foi lançado, penso que numa revista. Um thriller português que, só por isso, já é especial.
Deves mesmo gostar de Stravaganza! Ao ponto de repetir a dose em inglês... a isso é que eu chamo fã.
E quanto às Crónicas de Allaryia, eu ainda não li a saga toda, simplesmente porque ainda nem li o primeiro livro! :p
Das Pedras Mágicas ainda nada sei. Talvez lá para o Natal hajam novidades.

Boas leituras, boas férias e até breve!
Fábio J. a 16 de Agosto de 2008 às 20:24

Ola!

Ja leste algum livro do Haruki Murakami?
Estou a ler. Recomendo a Cronica do Passaro de corda.
Cláudia Oliveira a 17 de Agosto de 2008 às 14:32

Olá Mau feitio!

Não, ainda não li nenhuma obra do Murakami, mas embora não esteja na minha "lista" o autor escreveu algumas obras que me interessam, tal como o "Kafka à Beira-Mar" e o "Crónica do..."
Aliás, confirmei agora que há algum tempo publiquei um post sobre o livro que estás a ler, e tu comentaste-o. Na altura parecia que o género não te entusiasmava, mas fico contente por ver que agora o recomendas. Talvez o deva ler...

Bem,fica a sugestão. Obrigado!

Até à próxima. ;)
Fábio J. a 20 de Agosto de 2008 às 18:25

De Paul Auster li "Timbuktu" e recomendo.
A história é simples mas envolvente. Lê-se num ápice e o enredo é tão viciante que não conseguimos parar até chegar ao fim.
Foi o que me aconteceu mas, quando terminei fui surpreendido por um mar de lágrimas.
Não é meu hábito chorar por causa de livros ou filmes mas neste "Timbuktu" não me consegui conter.
É um livro fascinante.
Carlos Manuel Lopes da Silva a 12 de Outubro de 2010 às 09:11

A minha leitura de Paul Auster foi singular. A perturbação causada pela leitura d'A Trilogia de Nova Iorque foi avassaladora, e um pouco assustadora até. A verdade é que fiquei fascinado e pergunto-me porque não voltei a lê-lo.

A narrativa de Paul Auster é poderosa, por isso compreendo qualquer reacção "estranha" quando se termina um livro seu. Ficar indiferente seria uma surpreesa, isso sim :)

Com esta recomendação, Paul Auster será dos procurados na próxima ida à livraria...
Fábio J. a 8 de Março de 2011 às 18:58

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa