Setembro 06 2008
Antes destas férias, nunca havia lido uma obra de algum escritor galardoado com o Nobel da Literatura. No entanto, enquanto lia o primeiro constatei possuir mais três autores destacados com este prémio. Foi então que decidi lê-los, seguidos, procurando, entre outras curiosidades, um ponto em comum nos seus estilos. Ora, depois destas quatro leituras só posso concluir que “ser Nobel” não diz tudo... e ainda bem.
Depois de Gordimer, esperava que J. M. Coetzee, também ele um autor sul-africano, se debruçasse intensamente sobre os problemas sociais que assolam o seu país. Contudo, Desgraça é muito mais do que um relato social: é um relato de sobrevivência pessoal numa sociedade decadente.
Passada na África do Sul pós-apartheid, este romance sincero e despudorado centra-se em David Lurie, professor universitário na Cidade do Cabo, de meia-idade, divorciado, que divide o seu tempo entre o desânimo da aulas e as satisfações momentâneas que encontra numa prostituta. Quando esta o deixa de atender, David desvia as atenções para uma jovem aluna, começando uma aventura sexual que, quando tornada pública, o leva ao despedimento e à humilhação.
É então que o protagonista decide ir viver com a sua filha Lucy, uma ex-hippy que se convertera à terra e que passa o tempo a cuidar da sua quinta, tentando manter o melhor que pode a sua relação com os vizinhos negros. Contudo, David não está livre de complicações, e pouco depois do seu reencontro, pai e filha são vítimas de nova desgraça, desta feita com consequências mediatas.
Não consigo dizer muito acerca deste livro, vencedor do prémio Booker em 1999, já que o enredo, tão simples mas tão perspicaz e cativante, apesar de me ter atraído não me arrebatou. Não se pense, contudo, que tal é um ponto fraco. O autor tem um estilo muito simples e limpo, reflexo duma sensatez e segurança como só um grande escritor consegue ter, o que resulta numa obra equilibrada e aprazível do princípio ao fim.
Gostei do que li. Não existe censura neste livro, já que todos os temas são tratados com igual naturalidade e todas as relações humanas, com ou sem o protagonista, avaliadas de uma perspectiva íntima mas universal, como se de uma consciência colectiva surgissem.
Fica a vontade de ler algo mais de Coetzee, e um sentimento de satisfação proporcionado por uma boa leitura. Recomendado!
 
Desgraça de J. M. Coetzee
Boas Leituras!
Publicado por Fábio J. às 23:43

Duplamente fascinada! Com o blog que fala de livros (uma grande paixão), e porque também este verão li pela primeira vez J.M.Coetzee, precisamente "Desgraça". As minhas impressões sobre a obra e o autor estão exactamente de acordo com as suas.
Continue
Parabéns!
Teresa a 18 de Setembro de 2008 às 19:39

Obrigado Teresa!

Ler é um vício. Partilhar opiniões sobre o que lemos também o pode ser. É por isso que existe este blog.

Quanto à Desgraça, foi uma leitura muito agradável. Não foi perfeita, ou melhor, o livro não se tornou um dos meus favoritos, mas sem dúvida que é uma grande história e Coetzee um senhor escritor.

Até breve e Boas Leituras!
Fábio J. a 18 de Setembro de 2008 às 21:55

Olá!!!
Este Verão li o mesmo livro.
Gostei.
Prendeu-me do inicio ao fim, mas não como outros que já li.
Também foi a primeira vez que li um Nobel da Literatura.
Deixo a sugestão do livro O Códice Secreto, já não me lembro do nome do autor, mas gostei muito, também.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá!!! <BR>Este Verão li o mesmo livro. <BR>Gostei. <BR>Prendeu-me do inicio ao fim, mas não como outros que já li. <BR>Também foi a primeira vez que li um Nobel da Literatura. <BR>Deixo a sugestão do livro O Códice Secreto, já não me lembro do nome do autor, mas gostei muito, também. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Parabéns</A>
Ana Ferreira a 20 de Setembro de 2008 às 20:59

É verdade que este livro não me arrebatou como outros o fizeram, mas pela qualidade e capacidade do autor é uma leitura que vale mesmo a pena. É como disse: prende do início ao fim.

Obrigado pela sugestão. Confesso que não conhecia a obra, mas a forma como nos é apresentada parece-me bastante convidativa. Aqui está uma obra que vou tentar conhecer melhor.

Boas Leituras!
Fábio J. a 23 de Setembro de 2008 às 21:45

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa