Dezembro 26 2008
Qualificar um livro como indescritível parece a mais simples das apreciações literárias. Contudo, quando estamos perante um romance ímpar, diferente no estilo, na perspectiva e na intenção, há pouco relevante a dizer. Restam as sensações vividas por quem lê, provavelmente mais descritíveis.
Resumir Com As Piores Intenções, do italiano Alessandro Piperno, não é tarefa fácil. Arriscaria até dizer que tal intento é impraticável. Afinal, o narrador, Daniel Sonnino, é sucessivamente levado a completar a sua confissão com uma nova memória ou um novo comentário. Confissão? Sim, penso que se trata de uma confissão. Uma confissão completa, despudorada e autêntica de uma herança familiar e social mórbida e falsamente parcimoniosa.
O relato começa com o avô Bepy Sonnino, um dândi megalómano, extravagante e amoral, no qual se centram e desenvolvem muitos dos devaneios sensuais e libertinos que virão a afectar filhos e netos. É no seio desta família burguesa judaica de Roma, abastada, elegante, sem escrúpulos e com uma desastrosa devassidão financeira que Daniel cresce. Mais tarde recorda os seus fantasmas, narrando-nos o seu relacionamento com tal família, com os amigos e com todo o tipo de amor, tendo como pano de fundo a hipócrita sociedade italiana da segunda metade do século XX. Embora romance, o livro é também um ensaio sobre a hipocrisia social e o modo admirável como a vida conjuga diversão e drama.
Trata-se de um discurso franco, num tom incerto que me deixou com aquele semblante pétreo de constante admiração. Há um equilíbrio perfeito entre a paródia e a calamidade, entre o cómico e o trágico, o que me deixou ininterruptamente maravilhado e chocado.
O narrador é perspicaz. O autor, por isso, genial. É impressionante como este consegue manter um tom aprazível ao longo de um romance tão corrosivo. Sem dúvida o apurado sentido de humor e as personagens soberbamente construídas são a razão de tal sucesso. Cada personagem foi arquitectada com cuidado, de modo que cada uma delas, pela sua singularidade e complexidade psicológica e social, marca a personalidade e a vida do narrador e, desse modo, o próprio leitor.
Trata-se de um romance elegante e sagaz, bastante provocador e colossal. É impossível ficar indiferente às vitórias, derrotas, amores, obsessões e escândalos narrados neste livro. Acima de tudo, é impossível não sentir, mesmo que por breves instantes, que a vida narrada é a nossa vida.
Obrigado à Editorial Presença por este romance imprevisível.

Com As Piores Intenções de Alessandro Piperno

Boas Leituras!

Publicado por Fábio J. às 18:58
Tags:

Concordo com a tua apreciação. Acabei agora de o ler e de facto é um livro muito interessante. Inclusivamente sublinhei algumas passagens. A não perder de facto!
Joshua a 7 de Março de 2009 às 21:27

É, efectivamente, um bom livro!
Eu também seleccionei algumas passagem pois, realmente, o autor tem um estilo excelente. Gostei tanto que agora ando particularmente atento ao lançamento de obras italianas, para tentar repetir a experiência, mas não será fácil pois este é um livro especial.

Até Breve! (E desculpa demorar tanto a responder)
Fábio J. a 22 de Março de 2009 às 22:11

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa