Setembro 02 2009
As minhas últimas noites de Agosto foram de terror. Estremeci, sustive a respiração, espreitei a sombra entre as cortinas. Tudo graças ao livro A Luz, de Stephen King. Este romance de terror foi originalmente publicado em 1977 e consolidou a posição do autor como escritor do género. Como apreciador de literatura fantástica, não pude deixar de ler.
Jack Torrance, a sua esposa Wendy e o filho de ambos, Danny, dão vida a esta obra. Nas primeiras páginas, o autor dá-nos a conhecer a história e os problemas desta família americana, e fá-lo como só um bom romancista sabe fazer. Desde logo me senti embrenhado na complexidade das personagens e cativado pelo estilo peculiar da narração.
Jack vive atormentado pelo seu passado, e o seu temperamento ameaça a estabilidade familiar. Desempregado e sem expectativas, aceita trabalhar como zelador de Inverno do Overlook, um grande hotel nas montanhas do Colorado, isolado pela neve entre Novembro e Março. Parece-lhe a derradeira oportunidade para reconquistar a família e retomar o seu trabalho de escritor. Porém, o hotel tem um passado sombrio. Um passado que, lentamente, se torna presente e ameaça absorver as vidas daquela família.
Trata-se de um romance denso, com personagens cuidadosamente construídas e um enredo coerente. O narrador é muito descritivo, permitindo a quase visualização dos espaços e a comunhão com as personagens, nomeadamente, com os seus medos. É verdade que, inicialmente, a descrição demarca a diferença com a habitual literatura fantástica e torna a leitura mais lenta, por ser tão completa e exaustiva. Talvez devido ao próprio tema da obra, ou seja, e dizendo muito sumariamente, a vida para além da morte, é dada muita atenção à introspecção e mente humana. É provável que assim tenha de ser, pois só com uma descrição pormenorizada e uma compreensão alargada da história e carácter das personagens é possível sentir o terror.
Os elementos surreais estão bem inseridos na evolução da obra. No entanto, nem sempre se mostraram da forma mais credível. Apesar disso, a ter em conta o meu caso, diria que a trama foi muito bem tecida pois, verdade seja dita, senti medo. Sirvo-me, também, da diferença semântica entre horror e terror para tentar explicar como esta obra me tocou, já que o dramatismo dos acontecimentos chocava mais do que assustava, tal era a brutalidade dos episódios.
Não se trata de terror do início ao fim, e a fantasia é contida, estando ajustada àquilo que são as crenças ou ideias reais acerca de espíritos. Diria que o romance está bem temperado. No entanto, o clímax é arrebatador e, porque não, assustador.
Assim sendo, é uma obra para todo e qualquer leitor. Eu gostei imenso pois, afinal, não fiquei indiferente à história. Fica a recomendação e a vontade de reler o autor.
 
A Luz de Stephen King
Regina Estêvão, Doubleday (edição Biblioteca Sábado, 2009)
Boas Leituras!
Publicado por Fábio J. às 22:35

Adorei o livro.
comecei a ler por curiosidade e vi-me rapidamente preso pelos corredores das historias de Jack e paralelamente na mente de danny.

também senti medo (parte do quarto (com danny) e túnel do parque infantil)
e ainda houve espaço para o humor,raiva e angustia em paginas que (repetindo-te) não me diexaram indiferente.
senti-me muito bem naquele hotel e apreciei a estadia de bom agrado.

foi talvez o melhor livro de terror que li.
Post Scriptum: os pormenores tocaram.me de uma maneira tão pessoal)
Tiago a 2 de Setembro de 2009 às 23:52

Agora que releio o meu texto, acho que não cheguei a expressar suficientemente a minha opinião, mas a verdade é que gostei imenso desta obra. É tão fácil de ler e é tão atractiva...
Eu também estava curioso, e valeu bem a pena ler este livro.

Este é mesmo um livro com episódio muito diversos, o que me parece ser, aliás, uma das mais-valias. Não sei se me senti muito bem no hotel e acho que não apreciei a estadia :) Era demasiado inquietante. Mas claro que fui intensa e inesquecível... ainda bem!

Eu também acho que posso dizer que este é o melhor livro de terror que já li, sobretudo porque acho que não li verdadeiramente mais nenhum :( Enfim...

Não sei ao que te referes exactamente quando falas em pormenores, mas posso dizer-te que eu tenho qualquer coisa com espíritos... é espírito e extra-terrestres. As suas histórias dão-me calafrios. Racionalmente sei que nada disso existe e, no entanto, não gosto de pensar muito no assunto... :)
Fábio J. a 4 de Setembro de 2009 às 00:05

Sabem que é o texto do filme «Shining», não sabem? Stephen King tem livros fantásticos mas recomendo sobretudo a sua autobiografia onde se debruça sobre o processo de escrita.
maedarita a 9 de Setembro de 2009 às 23:50

Sim, sim. Antes mesmo de escrever o texto vi no Youtube várias cenas do filme. Algumas delas, confesso, pareceram-me bastante ridículas. Mas sou capaz de o ver um dia :D

O autor agradou-me bastante, e já tenho outras obras suas debaixo de olho, que espero ler.

Obrigado pela chamada de atenção. Realmente poderia ter referido tal nota no texto. Foi um lapso.
Fábio J. a 10 de Setembro de 2009 às 22:43

Nunca li este e só depois de o verem filme (há muuuuitos anos) descobri o autor. Eu gosto de vir aqui, gosto de ler sobre livros (adoro a Sandra Carvalho e estou a ler a saga do Martin - no último publicado não se passa nada, a ver se vem o outro), e não me parece que fosse um lapso importante, é giro ver pessoal que leu o livro mas nunca viu o filme (um dos de culto doooo... como é que ele se chama? Isto hoje está mau... as aulas estão para começar e eu queria continuar sem horários e ir ler para uma esplanada). Boas leituras! MJ
maedarita a 11 de Setembro de 2009 às 00:01

O filme passou à dias na TV, mas não tive a sorte de poder ver...
Eu já não leio Sandra Carvalho há muito tempo, mas ando a ler Martin, lentamente, e adoro.

Quanto às férias, quem me dera que durassem mais ;)

Obrigado pela visita.
Boas Leituras!
Fábio J. a 17 de Setembro de 2009 às 22:25

Olá!Estava vagando pela internet em busca de dicas de livros pra essas férias. Encontrei seu blog,o qual gostei bastante! =D
Adoro Stephen King!Com certeza vou procurar o esse livro,seu post me deixou super interessada.
Abraços!
Luiza a 8 de Janeiro de 2010 às 15:09

Olá!

Espero ter ajudado. Stephen King é uma boa escolha para qualquer ocasião, e isto dito por alguém que só leu um livro seu. Por falar nisso, eu próprio vou procurar por novos livros do autor ;)

Espero ter ajudado.

Boas Leituras!
Fábio J. a 17 de Janeiro de 2010 às 00:22

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa