Dezembro 29 2009
Demorei semanas a ler meio livro, e um dia a ler o que restava. O dia-a-dia é mesmo assim, uma constante disputa com o Tempo. Poder-se-á pensar que tal dispersão no tempo melindrou a leitura. Parece-me, no entanto, que a boa estruturação da obra limitou as perdas. Refiro-me, claro, a A Melodia dos Adeus, o mais recente romance de Nicholas Sparks.
A protagonista desta história é Ronnie, uma jovem nova-iorquina de dezassete anos revoltada com o mundo, e em especial com os pais. Desde que estes se separaram, a adolescente vive transtornada com a autoridade da mãe e recusa-se a falar com o pai. Porém, naquele Verão, ela e o seu irmão mais novo são levados a passar o Verão com o pai, numa pequena cidade costeira na Carolina do Norte.
Ronnie rejeita a aproximação paterna, e afasta-se de casa. Arranja problemas, mas graças a eles começa a ver no pai a figura que faltava na sua vida desgovernada. Encontra também o amor, sentimento que a transforma, ora graças ao crescimento emocional que lhe proporciona, ora devido aos abalos que lhe causa.
Esta é, claramente, uma história de amor. Mais, é uma história romântica. O autor é conhecido pelas suas cativantes tramas amorosas, portanto outra coisa não seria de esperar. Contudo, a verdade é que é difícil não sentir a empatia pelo casal. Este é como queremos que seja, tal e qual como deveria ser e, talvez por isso, tão apaixonante.
Há, porém, outra espécie de amor que caracteriza esta obra, um amor, a meu ver, mais autêntico, mais forte e mais necessário: o amor entre a família. A relação entre Ronnie e o seu pai apresenta uma evolução encantadora. Embora, sobretudo a partir do meio da história, esta relação seja marcada por clichés, a verdade é que estes são muitíssimo bem estruturados pelo autor. Se o leitor se entregar incondicionalmente à narrativa (como sempre deveria ser mas como, pelo que vejo, acontece cada vez menos), viverá uma experiencia avassaladora. As personagens são donas de personalidades credíveis e especiais, e a acção desenrola-se em torno de acontecimentos humanamente poderosos. É fácil cair aos pés das personagens e partilhar os seus sentimentos. Confesso que chorei, como já não chorava há anos, como nunca chorei a ler um livro.
Emoções pessoais à parte, A Melodia do Adeus é um livro bem escrito, com personagens muito humanas e um enredo linear mas muito sedutor. Tem um estilo específico, como é explícito; no entanto, diria que pode tocar todos os que estejam dispostos a se entregar ao fluir dos acontecimentos.
Se é literatura leve? Não, a mim não me pareceu nada leve, mas mais uma vez depende do que cada um espera do que lê. Eu fiquei convencido, e gostava de experimentar outra obra do autor.
Resta-me dizer que o livro foi já adaptado para cinema. A estreia está prevista para Abril do próximo ano.
A Melodia dos Adeus de Nicholas Sparks
Alice Rocha, Editorial Presença, 2009
Até Breve!
Publicado por Fábio J. às 23:58

Olá!
Neste momento encontrou-me a ler este livro e devo dizer que tem sido uma verdadeira surpresa porque Nicholas Sparks foge ao habitual.
Esta história está muito bem contruida.

Boas Leituras!!!

Um  2010 cheio de sonhos prontos a serem realizados!

Bjs*
Ana a 30 de Dezembro de 2009 às 12:42

A história é bastante previsível, e tem muitos clichés... No entanto, concordo que foge ao habitual, em comparação com outros autores pelo menos, na medida em que os aspectos negativos são compensados pelo "poder" da escrita.
Nesse aspecto é, como bem diz, um história bem construída.

Boas Leituras e um excelente 2010, repleto de desejos cumpridos!
Fábio J. a 30 de Dezembro de 2009 às 23:53

Só li 2 livros deste escritor mas sem duvida que esta crónica me despertou a curiosidade. Neste momento estou a ler o ultimo do José Rodrigues dos Santos e estou a gostar bastante

Bom Ano Novo de 2010!!! Tudo de bom e que todos os vossos sonhos se tornem realidade

Beijocas grandes e até para o ano :)
Maria Pereira a 30 de Dezembro de 2009 às 17:02

Este foi a minha primeira experiência com o autor, mas gostava de ler mais...

E, apesar de muito tarde, bom ano! Como dá para ver, tem sido atarefado :)

Beijos
Fábio J. a 16 de Janeiro de 2010 às 23:51

eu tenho este livro na prateleira prontinho a ler mal acabem os meus exames.
adoro Nicholas Sparks.
Para quem gosta de romances apaixonantes, experimente ler "o diário da nossa paixão". Há o filem também, mas leiam o livro primeiro. É fascinante!
Dulce a 2 de Janeiro de 2010 às 20:48

Eu costumo de dizer que a minha opinião sobre um livro, ou a forma como a leitura corre, depende do meu estado de espírito. No entanto, um livro apaixonante é sempre um livro apaixonante e, por isso, uma boa leitura. Vou procurar saber mais acerca desse volume. Desde já obrigado pela sugestão :)

E quanto a este último, certamente agradará.

Boas Leituras!
Fábio J. a 17 de Janeiro de 2010 às 00:02

olá! descobri o seu blog por acaso e gostei muito.

achei extremamente interessante esse livro, espero poder encontra-lo aqui no brasil antes que seja adaptado para o cinema...

um abraço do outro lado do atlântico!
bruno knott a 9 de Janeiro de 2010 às 20:31

Olá,

Obrigado pela visita, e ainda bem que gostou.

É um livro bastante interessante, na verdade. Tem um estilo próprio e não agrada a toda a gente, mas é difícil ser-lhe indiferente. Espero que o possa ler.

Um abraço!
Fábio J. a 17 de Janeiro de 2010 às 00:25

Estou ansiosa por o ler :) 
Raquel a 21 de Janeiro de 2010 às 19:07

Olá.........eu sei desta história, pois vai ser adaptada para o cinema e a protagonista é Miley Cyrus, uma das minhas cantoras favoritas e boa actriz por sinal. Eu adoro ler por isso antes de sair o filme ainda vou tentar comprar o livro e lê-lo.

Parabens pelo Blog!
Daniela a 3 de Fevereiro de 2010 às 17:17


Olá, acabei de ler o livro esta semana e por incrivel que pareça, aconteceu-me exactamente o mesmo! Desde que me lembro, nunca chorei a ler um livro. E este livro, fez-me precisamente chorar. Digamos, não sou daquelas pessoas sensíveis que choram ao ver um filme comovente ou que abordam assuntos complicados. Não choro muito menos a ler livros. Porém este em especial surpreendeu-me. Dei por mim a chorar e a perguntar porque estava a ter tal reacção. Enfim, se eu chorei, então podem acreditar que é realemente um excelente livro, e que não é apenas um simples romance ;)

Apreciação geral: ADOREI  livro e recomendo a todos.
Anónimo a 22 de Abril de 2010 às 23:04

Olá!
Já que tocamos no assunto, eu adoro chorar a ver um filme ou a ler um romance! É raro, mas quando tal acontece é sinal que a obra me tocou realmente, seja ela boa ou má na sua globalidade, pelo menos tocou-me. Este livro foi disso exemplo, e guardarei isso na memória... :)

Obrigado pelo comentário!
Fábio J. a 14 de Maio de 2010 às 23:19

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa