Maio 14 2010

Depois de um livro de fantasia com quase mil páginas, procurei na minha estante um livro mais realista e mais pequeno. Peguei no Como Água para Chocolate, de Laura Esquivel e, embora o livro seja menos volumoso e a história se passe no México do século XX, está polvilhado de elementos fantásticos.

O característico realismo mágico sul-americano associa-se, nesta obra, à culinária, fazendo deste um livro deveras peculiar. Em cada capítulo há uma nova receita, cada uma um novo mote da história, não fosse a confecção e a degustação dos alimentos marcadas por acontecimentos sobrenaturais que muitas vezes condicionam ou balizam as acções das personagens.

A principal é Tita, a mais nova de três irmãs. A tradição consagrou-a ao serviço da família, em especial da mãe, de quem deve cuidar na velhice. Como tal, não deve apaixonar-se e está proibida de se casar. Por isso, quando o seu amado Pedro lhe pede a mão em casamento, tudo se complica. As famílias chegam a um acordo, e Pedro acaba por casar com a irmã mais velha de Tita. Perante tão desesperante situação, a protagonista procura na cozinha um espaço de evasão, executando receitas ou tecendo feitiços, não fossem ambas as coisas tão semelhantes ou até, como nos mostra Tita, duas artes inseparáveis.

A narrativa é apresentada com modo simples e conciso, com tom animado e numa linguagem quase familiar. Tal permite uma eficaz proximidade com as personagens e os acontecimentos. As descrições não são extensas nem particularmente pormenorizadas, mas foi-me muito fácil visualizar o ambiente, em especial a cozinha, onde tanto se passa. Mesmo tendo em conta o género, os fenómenos paranormais conjugam-se muito bem com a acção e geram-se imagens de grande interesse.

No entanto, a descrição das receitas com detalhe enciclopédico quebra o ritmo da narrativa. Embora a culinária seja parte essencial da história, a não ser que se queira passar das palavras à gustação, estas passagens pareceram-me um tanto ou quanto sobre-exploradas.

Para além disso, a personagem principal e o enredo revelaram-se, em determinadas situações, previsíveis e há, em toda obra, algumas situações injustificadas, sobretudo no que toca às personagens secundárias e às poucas histórias paralelas existentes. É verdade que a novela é simples a apresenta elementos do fantástico, mas gostava de ter visto alguns aspectos mais desenvolvidos, sobretudo por curiosidade.

Ao longo da obra assistimos ao crescimento da jovem Tita e à sua luta contra tradições que merecem ser deixadas para trás. O final faz jus à narrativa e ao título, terminando de um modo tão romântico quanto apocalíptico. No fim de contas, a vida e o amor são mesmo assim, uma eterna luta em busca de um final merecido.

Um sucesso internacional de vendas que vale a pena conhecer! Eu já tenho Laura Esquivel e outros autores sul-americanos debaixo de olho…

Como Água para Chocolate de Laura Esquivel

Cristina Rodríguez, Edições ASA (edição Biblioteca Sábado, 2008)

 

Boas Leituras!

Publicado por Fábio J. às 20:57

Mais um  livro pois que recomendas. E a Feira do Livro, já lá foste? Parece que vai estar em Lx mais uma semana... Eu fui 2 vezes e o resultado foram mais 5 livros na minha prateleira e 5 para os filhotes tb

Boas leituras
Maria Pereira a 15 de Maio de 2010 às 22:50

eu recomendo, este ano - valter hugo mae
(para quem gosta de j.saramago)
tiago a 16 de Maio de 2010 às 13:32

Valter Hugo Mãe (com iniciais maiúsculas porque é assim que eu escrevo) está no topo da minha lista de desejos, no que toca a autores portugueses. É uma referência da nova geração, e como disseste (e como não há muito li) há um pouco de Saramago nele, o que só pode ser bom...

verás que o valter escreve o proprio nome com minusculas. eu so respeito o Senhor
tiago a 17 de Maio de 2010 às 20:22

Eu sei que sim, e acho que faz muito bem, se assim gosta ou quer marcar pela diferença, tanto faz. Eu é que confesso não perceber porquê que toda a gente, incluindo jornalistas, mantém a ortografia!?

Será por respeito, como referiste? Hmm, não sei, mas eu não vejo qualquer razão para escrever assim :)

somos muito mais que um nome. E mesmo o nome é muito mais que uma maiuscula no inicio  uma sequencias de grafemas menores ou até porque se ele assim o faz é que assim o quer feito.
tiago a 18 de Maio de 2010 às 18:41

Livros assim devem ser recomendados, mesmo como referência.
Não, não fui à Feira. Primeiro, porque sou de Braga e, embora acredite que, como evento (ou conjunto deles), valha a pena, a viagem não compensa. Mas também não fui à de Braga, porque ainda tenho tanta coisa para ler... Quem sabe não vou dar um volta ao Porto e passo pela Feira, já não falta muito.
Pelas minhas contas foram mais 10 livros para as estantes. Boas leituras, certamente ;)

Boas Leituras!
Fábio J. a 16 de Maio de 2010 às 22:43

Uma narrativa que costumo chamar de "romance reflexo", onde o protagonista se manifesta em cada personagem e naquilo que faz.Com a sua mãe ela apresenta a Tita consciente de seu passado histórico, ainda que lhe cause dor e angústia, com Pedro é a Tita mulher que se sobrepõe e quando cozinha, impreterivelmente não estar apenas preparando um alimento, mas plasmando o que sente e fazendo os outros ao comer sentir.

Adorei o Blog!
bjus

http://karlinebatista.blogspot.com (http://karlinebatista.blogspot.com)
Karline a 29 de Setembro de 2010 às 21:03

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa