Agosto 31 2006

Pensemos num objecto.

Agora pensemos que esse objecto  nos conta todos os seus segredos, não nos esconde nada, revela-nos tudo que pode contar, até aos mais ínfimos pormenores. Conta-nos as suas tragédias, os seus dramas, as suas dores e até as suas loucuras. Conta-nos também as suas aventuras, as suas alegrias e as suas viagens. Partilha  connosco os seus amigos e leva-nos a odiar os seus inimigos. Revela-nos toda a sua história, basta para isso que o saibamos escutar, sendo ele mudo.

Não nos nega nada e está sempre pronto a desabafar connosco. É mais calmo do que a calma o pode ser, e no entanto ergue montanhas e construi castelos, da vida ou então a morte, é justo sem nunca deixar de ser impiedoso.

Nele tudo nos surpreende, e tudo nos faz gostar ainda mais dele. Os seus mistérios são numerosos e trazem com eles tantas sensações quanto as palavras podem trazer. As revelações são as mais esperadas e é aí que a satisfação nos invade e um sorriso, ou uma lágrima, se mostra no nosso rosto. Os seus protagonistas, veículos na grande história, levam-nos consigo nas suas emoções mas estão sempre disfarçados por grandes véus. O fim, esse, é o triste, como uma morte que chega prematuramente e leva consigo um filho amado.

Não há amigo como este, e mesmo sendo um objecto, não há dúvida de que um livro pode ter mais vida do que muita gente...

_________________________________

Aqui ficam os resultados da pergunta deste mês.

 

O que mais gostas num livro?
 

6.66%

As personagens

30%

Os mistérios

13.33%

As revelações

3.33%

O fim

46.66%

Tudo

 

Total: 30 respostas

Publicado por Fábio J. às 19:51
Tags:

Excelente interpretação do que se sente quando se pega naquele livro que há tanto tempo queriamos ler, e nos deixamos submergir nas suas páginas....Ainda não consigo perceber como é que existem pessoas para as quais ler é simplesmente uma perda de tempo e não conseguem apreciar este pequeno prazer da vida....
Filipe a 31 de Agosto de 2006 às 21:44

É sem dúvida é um prazer que devia ser pronunciado em toda a gente, mas que infelizmente ainda não é levado muto a sério. Nunca ninguém disse que se tem apenas de gostar de ler e no entanto parece que muita gente tem medo que um livro piore a sua maneira de ser.
Fábio J. a 1 de Setembro de 2006 às 17:25

Muito bem! Conseguiste exprimir verdadeiramente aquilo que os livros são e nos transmitem!

Livros:Obrigada por existirem!!
cricri a 31 de Agosto de 2006 às 22:10

E obrigado nos deixarem crescer por cada página que lemos.
Fábio J. a 1 de Setembro de 2006 às 17:27

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
A ler...
Tales of Earthsea

Romeo and Juliet

comentários recentes
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
E Jack london?Eça de Queiros.....
Também adorei!:http://numadeletra.com/a-mancha-hum...
Quando será lançado o quarto livro em português do...
Estou agora a ler esse livro e este seu texto deu-...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


Leitores Online
online


O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa