Julho 25 2006

Já à alguns dias não escrevia mas como hoje passei a maior parte da tarde a ler, lembrei-me e vim escrever mais um pouco sobre o livro que estou a ler: Anders 1 - A Cidade Morta.

Sei que disse que o livro era fantástico , arrebatador e muito interessante mas tenho que reformular a minha opinião. O que se passa é que na altura em que escrevi isso só tinha lido alguns capítulos e parecia-me muito bom, mas estava à espera que a história a sério começasse logo alguns capítulos depois. Não estou agora a dizer que o livro não é nada daquilo que disse, pelo contrario, mas é que só agora, depois de já ter lido três quartos do livro é que a história parece começar a tomar um rumo mais interessante. Até aqui a história limitava-se a ser quase uma introdução à aventura, apesar dela já ter começado.

Só agora, por volta do capítulo 24, e depois de 300 páginas lidas é que a história começa a tomar contornos duma saga por um mundo fantástico , e como disse começa. O que se passa é que a história até agora não relatou mais do que a fuga de Anders e Katt dos Dragões (o nome que é dado aos helicópteros ) e dos seus tripulantes humanos, e o encontro e convivência com os homens-animais . Isto pode parecer por si só interessante mas não o é lá muito.

No entanto, agora os mistérios começam finalmente a ser desvendados e começam a aparecer outros seres estranhos como insectos gigantes, porcos assassinos mas mais desenvolvidos que os homens-animais , e centauros, que servem de escravos a estes últimos .

Começo também a perceber o carácter humano e lirico da obra, onde a maneira de viver das pessoas e a própria civilização são postas à prova, muitas vezes com notas negativas.

Se a história tomar o rumo que imagino vai ser muito interessante, até porque, até agora a história parece passar-se duma forma muito lenta. Caso contrario, apesar de ser uma boa leitura, esta vai continuar a ser monótona e sem grandes momentos de espanto.

Continuo a recomendar o livro, mas agora com mais cautela em relação aos elogios que faço.

Boas leituras e... Boas férias!!!

Publicado por Fábio J. às 19:13
Tags:

Julho 21 2006

Apesar deste ser um blog sobre os livro e a leitura é também uma forma de eu me exprimir e tenho de falar um pouco deste dia que me vai ficar marcado.

Este ano, na escola, ganhei um concurso em que a ideia era criar um logótipo para a biblioteca da escola, logótipo esse que irá ser adoptado porque ainda não existia nenhum. Para além disso ganhei o concurso "Uma imagem, mil palavras"  durante todos os meses em que concorri (e acho que concorri todos os meses), onde a ideia era fazer a legenda de uma imagem abstracta , escolhida pela coordenação da biblioteca. Desta forma consegui fazer algo que à muito queria, deixar uma marca naquela escola, e sobretudo, naquela biblioteca . E marquei. Agora com o logótipo que eu criei a fazer de fundo em todos os papeis oficias da biblioteca, a minha marca está lá.

Hoje a coordenação da biblioteca, encabeçados pela professora Paula Ribeiro, chamou-me à escola e ofereceu-me um premio por ter ganho ambas as coisas. Ao entregar-me o saco com o prémio, a professora Paula disse: "Por tudo o que fizeste pela biblioteca e que isto sirva para continuares a escrever coisas maravilhosas". Nem precisava de abrir o saco para ter a recompensa, pois essa acabava de ser dada, pois não há nada melhor no mundo que vermos um trabalho reconhecido, nem que seja num concurso de escola, e para além disso vermos alguém que gosta do que fazemos e nos dá força para o continuar a fazer ainda melhor.

As palavras da professora fizeram ainda mais sentido quando abri o saco. Lá dentro encontrei uma magnifica parker e algo que se parece com uma replica dum caderno de estudo de Freud, caderno esse que agora percebo ser um incentivo à escrita.

Sinto-me desde de manha melancólico, pois percebi que mais um ciclo se acabou, que não voltarei a entrar naquela escola como estudante frequentador e que um futuro com muito trabalho me espera.

Receber um prémio de um local onde passei momentos únicos como foi a biblioteca é magico. Nesse local quase sagrado para quem gosta de livro, passei momentos de solidão, momentos de aprendizagem, momentos de euforia em que quase fui expulso, mas sobretudo momentos em que fui feliz, e sem querer ser lamechas , muito feliz.

Obrigado Escola, obrigado Biblioteca. Mais uma vez os livro marcam a minha vida, mas sinceramente, espero que marquem muito mais.

Obrigado!!!

Publicado por Fábio J. às 18:09

Julho 21 2006

Eis a receita de Wolfgang e Heike Hohlbein , os criadores da arrebatadora saga de Anders .

Ontem li mais dois capítulos de Anders e fiquei ainda mais impressionado com a rapidez da acção e a forma misteriosa com que os factos vão acontecendo nesta imparável história. Até agora, os factos passam-se como que num filme sobre terrorismo e luta, onde a morte é quem manda e a escuridão quem  obedece .

Não estava à espera que a história fosse tomar contornos tão impiedosos e furtivos. Apesar de esta ser a "cena" que é descrita no texto de introdução ao livro, nunca pensei que esta ocorresse duma forma tão furtiva... furtiva mas magnifica.

No final deste capitulo uma das personagens principais acaba sem... um braço, e ficamos num daqueles momentos em que pensamos: "E agora". Agora resta esperar ate mais logo para ler, é simples.

Antes de acabar este assunto não posso deixar de referir que esta magnifica obra também tem alguns problemas: a tradução por vezes parece não estar perfeitamente legível e tenho de voltar uma ou duas vezes atrás para perceber o sentido. Mas talvez também seja do próprio estilo de escrever dos autores...

Sem muito mais a dizer sobre a história, despeço-me desejando que os meus leitores se encantem com as suas leituras e que sintam a magia de ler.

Boas leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 17:27
Tags:

Julho 20 2006

Ainda bem que as temperaturas baixaram um pouco pois assim fica mais fácil passar algum tempo a ler. Mesmo assim acho que estou a ler Anders mais lentamente do que O Código da Vinci , mas talvez será devido ao facto deste ultimo ter os capítulos muito pequenos e então dá a entender que se lê muito.

Em dois dias li dois capítulos e acho que o padrão se vai manter o mesmo se continuar a ler só à noite, pois os capítulos são extensos e a letra é pequena.

Neste ultimo capitulo os personagens principais são apanhados por raptores que os obrigam a levantar voo (uma das personagens sabe pilotar avião obviamente) e obrigam-nos a dirigirem-se por uma zona de voo perigoso, voo esse que fica ainda mais perigosa quando a policia vai em sua perseguição e os tenta obrigar a aterrar. Acho que se o livro fosse adaptado para o cinema esta seria sem duvida uma parte muito interessante , mas ao ler, a nossa imaginação tem a capacidade de tornar as palavras em imagens e é como se visualizasse-mos tudo, é essa a magia dos livros.

No final do capitulo os raptores mandam Jannik (a personagem piloto) para uma zona escura que se parece com uma tempestade mas Anders tem uma opinião diferente. Para ele a luz foge " dali, e algo me diz que o avião se vai despenhar ali e a acção propriamente dita irá começar. Sei isto por que já conheço um pouco a história obviamente.

Hoje talvez vá dormir mais cedo e assim acabe por ler mais do que um capitulo pois a história está a ficar cada vez mais interessante. pelo que vi é um livro a recomendar, apesar de ainda ser cedo.

Bem, apesar de já ter escrito muito hoje não estou muito virado para aí por isso despeço-me lembrando aos meus visitantes que COMENTEM o post ou o blog.

Até amanhã e Boas leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 19:42
Tags:

Julho 19 2006

Bem, afinal não resisti e comecei ontem mesmo a ler Anders 1-A Cidade Morta. Senti-me até um pouco infiel a'O Código da Vinci por ter começado a ler outro livro mesmo no dia a seguir, tal como quando se acaba um namoro num dia e no fim de semana seguinte já se esta com outra pessoa.

Ainda não posso falar muito da história pois só li o primeiro capítulo, que aliás, já tinha lido na Net antes de comprar o livro. Já nem me lembrava o que é um capítulo normal, é que n'O Código da Vinci  os capitulos não ultrapassavam as dez páginas, enquanto que neste, o primeiro capitulo pelo menos, tem 25. Apesar de saber que o livro também está ligado ao "Fantástico" até agora a história não revelou qualquer ligação a bruxas, dragões, trolls ou outros seres imaginários, havendo pelo contrário referencias a escolas normais, com pessoas normais, carro normais, conceitos normais, enfim, um mundo normal e da actualidade. No entanto já existem alguns mistérios na história, principalmente me torno da personagem principal, Anders , mas nada mais.

Pelo que li até agora não fiquei desapontado e espero que o restante seja, e vai ser de certeza , muito melhor. Se gostar vou ler os restantes volumes, pois a saga alemã tem quatro, três já editados em Portugal.

Bem, entre leituras e blogs as férias vão passando, e sem querer ser dramático, acho que as férias estão a passar muito depressa... dentro de um mês já temos de começar a pensar outra vez na vida normal... mas pronto, com os livros e as "viagens" através deles lá me reconforto.

Obrigado a todos os que visitam o blog, com destaque para a Cricri, a boneca de panos que comentou muitos posts deste blog.

Boas leituras...

Publicado por Fábio J. às 16:34
Tags:

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
comentários recentes
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
ta fixe tou a lero segundo:tuneis  aventura n...
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa