Agosto 21 2006

Aqui à umas semanas a trás, através dum comentário, chegou-me até ao pensamento a possibilidade de ler As Crónicas de Nárnia, por várias razões. É uma historia conhecida e muito apreciada, não só no cinema mas também em livro. Retrata um Fantástico épico e é uma história com várias sequelas.

O único senão é o publico a quem este livro se dedica, ou melhor, a possibilidade deste livro ser um pouco... infantil. Pelo que vi na Net é uma história com animais falantes e coisas desse género, indo um pouco, pelo menos foi o que percebi, para o lado dos contos de fadas. Não tenho nada contra as histórias que são mais fantasiosas e infantis, até porque é por aí que todos começamos a ler,  mas não é do meu gosto ler histórias superficiais no sentido da facilidade da leitura e da escassez de pormenor.

Tudo bem, não adoro ler histórias muito enroladas e o meu estilo vai de encontro a muitos livros do Fantástico épico, com todos aqueles animais fantásticos, magia e demandas históricas mas não sei até que ponto As Crónicas de Nárnia se encaixam nisso.

Muitos livros são indicados para uma faixa etária e depois vêm a  tornar-se um sucesso para pessoas mais novas ou mais velhas, dependendo da evolução da história e dos gostos do publico que nem sempre são os que o autor espera.

Actualmente acho que já não se escrevem livros com histórias muito "fundas" e personagens moralistas e problemáticas como  antigamente, faz parte da evolução dos tempos, mas por outro lado os livros para crianças crescem a grande ritmo e muitas vezes a acompanhar o seu crescimento cada vez mais rápido.

Qualquer dia vamos ver pais e filhos pequenos a ler os mesmos livros sem qualquer preconceito, pois os gostos literários difundem-se cada vez mais.

Bem, por agora é tudo, se já tiverem lido algum livro d'As Crónicas de Nárnia digam se gostaram e como é...

Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 19:58
Tags: ,

Agosto 20 2006

Se formos ver ao dicionário o significado da palavra bibliofilia iram encontrar algo como: "s. m. amor aos livros".

Há uns dias atrás, devido a uns comentários mais arrojados que fiz num blog, o meu blog foi "apelidado" de "manicómio de livros" ou algo do género. Apesar de saber que isso foi motivado pela ignorância fiquei, como ei de dizer, um pouco constrangido e tenho tido um pouco de receio de publicar alguns posts de carácter mais temático, de tal maneira que nem publiquei mais nenhum a partir daí... De certa forma acho que fiquei demasiado autocrítico, sem metáfora.

Como para além desse apelido os comentários foram um pouco mais "menos educados", fui também obrigado a ter de moderar os comentários (apenas de pessoas não "amigos").

Como comecei, a bibliofilia é o amor pelos livros, e um bibliófilo é, então, um amante e coleccionador de livros, para mim, talvez mais uma pessoa que reconhece o valor dum bom livro.

Como acho que já disse, e desculpem-me a repetição, já há bastante tempo que tenho um livro de cabeceira, uma lista de livros que quero ler e uma dependência por estes. Como sabemos, nem toda a gente gosta ou, pelo menos tenta, falar de literatura, principalmente de forma informal. Este blog foi criado para isso mesmo, para que eu possa de certa forma falar dos meus livro e dar as minhas opiniões, assim como conhecer a de outras pessoas que tenham o mesmo gosto.

Posso dizer que sou um bibliófilo e que gosto muito, adoro, e ninguém me pode tirar esse prazer que é a leitura. Tento sempre fazer posts que, para além de falarem única e exclusivamente dos livros falem do seu mundo e da influência que têm em cada um de nós. Ninguém é obrigado a ler ou a comentar!

Vou tentar melhorar a minha escrita e dar mais de mim, mas obviamente este continuará a ser um blog sobre "OsLivros ".

Obrigado aos que comentam e visitam este blog e que de certa forma já posso chamar companheiros nestas "andanças".

Boas leituras!

Publicado por Fábio J. às 20:17
Tags:

Agosto 17 2006

Com o fim de Eragon fiquei sem mais livros para ler nestas férias... Estou a pensar comprar algum, mas como ainda não sei qual (são tantos) e como nos próximos dias vai ser impossível vou ter de esperar.

Resolvi então ler um livro que tenho em casa e que nunca li na totalidade: O Principezinho de Saint-Exupéry. Li na escola os excertos mas não mais do que isso. A leitura em excertos, em que lemos capítulos isolados e seleccionados não é algo que me agrada pois não chegamos a conhecer a mensagem e o conteúdo de todo o livro.

Como esta tarde tive de "ceder" o computador à minha irmã resolvi ir até ao quarto dela "investigar" as prateleiras e foi então que me deparei com este clássico. Li metade do livro sem dar conta, sentado numa cadeira ao lado da janela. Foi de certa forma um leitura informal, quase sem dar conta do que estava a fazer, perdido as palavras do Principezinho entre personagens e planetas estranhos.

Apesar da sua escrita simples é um livro que transmite, com muita facilidade e rapidez, um grande lote de sensações, pois tanto nos rimos com uma personagem como ficamos melancólico e pensativos com um gesto ou palavra.

É ainda a simplicidade do Principezinho e a forma ainda mais simples do seu olhar sobre o mundo que trazem o encanto deste livro, deixando-nos com as sua mensagens subtis e encantadoras que tanto têm para nos ensinar. Está a ser uma redescoberta de mim mesmo ler este livro, e é disso que todos nós precisamos.

E se ler é o maior pilar na construção duma personalidade, este livro é sem dúvida um pilar central e bem decorado. Quem não leu ainda não está construído...

Boas leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 17:32

Agosto 15 2006

Ontem acabei de ler Eragon, sem dúvida um dos melhores livros que já li e uma das melhores histórias que conheço.

Desde o começo o livro prende-nos às suas páginas transformando-nos num companheiro de Eragon, vivendo as suas aventuras por toda a Alagaesia e sentindo cada dor ou alegria que ele sente. Cada página é lida com mais vontade, mas sobretudo com emoção e sem fôlego.

Cada terra é a descoberta de um novo mundo e do seu povo, assim como cada personagem, pois é através delas que a moral desta historia é dada. Cada uma influência Eragon nas sua caminhadas e acaba por nos influenciar a nós também como se dum amigo se tratasse.

Cada língua, cada nome, cada gesto que o autor nos descreve pode ser o peso que faltava na balança e mudar todo a história de Alagaesia.

Sem dúvida um excelente livro, dando-nos vontade de começar logo a ler Eldest. O fim de Eragon  pode não ser "alucinante" mas representa bem toda a história e deixa uma grande porta aberta para Eldest.

Um livro 5 estrelas e que recomendo vivamente a todos os apreciadores do fantástico e dos contos épicos...

P. S.:Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 19:33

Agosto 13 2006

Bem, na sexta tive de acabar o post a meio (não sei se repararam) e não cheguei a concluir.

Tal como estava a dizer, poupo em várias coisas para poder comprar os meus livros. Graças a isso tenho sempre uma lista de livros que penso em ler, como muita gente deve ter. Obviamente não podia ler os livros todos num mês ou dois, mas devido aos preços tenho de fazer uma "pré-selecção" para escolher se vou ler aquele ou o outro.

Sou cliente da Webboom.pt como acho que já disse, por duas boas razões: a primeira é que as compras vêm para casa em poucos dias e a segunda é que a maioria dos livros tem 10% ou mais de desconto. Pode não parecer muito mas como compro vários livros duma só vez, pouco nos portes e o valor "parece" ser menor, graças aos descontos acumulados.

Quando falava em "justo" no outro post referia-me exactamente em relação ao autor e à obra, pois no fundo o autor é um artista e o livro a sua obra e isso não tem preço, mas já que "não tem preço" este podia ser menor para que os livros fossem mais acessíveis, abrangendo assim mais pessoas e ajudando aqueles que gostam de ler. Compreendo que os autores também precisão de dinheiro, e se nos lembrarmos daqueles que não têm assim tanto sucesso veremos que não ganham assim tanto, mas se os livros forem caros (e pode-se dizer que são) não são fáceis de adquirir.

Cabe a cada um tentar gerir o dinheiro a "investir" em livros, mas também cabe às editoras escolher o preço de cada livro. Cada vez mais se vê livros a custar trinta euros ou lá perto principalmente aqueles livros que as editoras sabem que vão para o top na primeira semana. Nestes casos os livros custam "x" na primeira semana, depois descem, passado um mês voltam a descer , e passado um ano novamente, até que os livros ficam muito mais acessíveis. Visto isto é perceptível o quanto as editoras se aproveitam do gosto das pessoas pela leitura.

Resta-nos apenas gerir estas coisas e esperara que as editoras respeitem mais os leitores.

P.S.: Por enquanto prefiro não falar muito da minha escrita porque estou ainda a escrever o primeiro capítulo, mas posso dizer que elaborar uma história com sentido é mais difícil do que parece e que demorei um dia para escolher os nomes de apenas algumas personagens e lugares, sempre com o dicionário na mão (à procura de significados) e muitas pesquisas. talvez mais tarde fale da história...

Obrigado por visitarem este blog, e mesmo como os seus preços altos... Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 15:08
Tags:

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
comentários recentes
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
ta fixe tou a lero segundo:tuneis  aventura n...
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa