Abril 05 2008
É já na próxima segunda-feira que académicos, políticos, escritores, editores e outros intelectuais vão encontrar-se, na Assembleia da República, para debater o polémico Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Por esta altura, instituições que se opõem a este Acordo, como a Apel (que apresenta um estudo), dão o seu tudo por tudo para tentarem travar a ratificação que implementará o documento em Portugal. O pior mesmo é saber que não adiantará debater, afinal estamos em Portugal...
Escrito no bom (e actual) português está A Fúria dos Reis, o terceiro volume d’As Crónicas de Gelo e de Fogo, de George R. R. Martin, que recentemente terminei.
Antes de mais, é importante não esquecer que, na versão original, esta é a primeira parte do segundo livro, facto essencial na compreensão da obra já que muito da intriga principal não chega a desabrochar neste volume. Talvez por isso, a sua leitura foi ligeiramente menos entusiasmante do que a dos precedentes, muito embora continue agradável, viciante e marcada pela excelência.
Neste volume, o brilho de um cometa vermelho que paira nos céus serve de impulso a muitas das atitudes tomadas pelas personagens. Tal presença causa medo, e muitos são aqueles que sabem usar esse medo para manipular e desenvolver os seus intentos. Seja na guerra, na religião ou nas intrigas, o cometa mostra-se decisivo, de tal forma que é referido na grande maioria dos capítulos, por muitas das diferentes personagens.
É, então, neste clima de mudança e precipitação que muito se decide e se prepara. Exércitos marcham, traições são tecidas e magia é desperta, num jogo de tronos no qual há lugar apenas para um rei. Contudo, tudo é introdução, e poucas são as histórias com conclusão... mas quando as há não podiam ser mais surpreendentes e extraordinárias.
A realçar está também a assombrosa capacidade do autor de desenvolver sociedades. Umas tão semelhantes à nossa, à real, que me perturbaram, e outras tão exóticas e maravilhosas que me fascinaram. As cidades, as religiões, as tradições, as relações amorosas e de amizade, enfim, são vários factores que fazem desta uma obra única e indispensável a qualquer apreciador de fantasia.
Resta-me, assim, esperar pelo próximo volume, O Despertar da Magia, que será publicado já em Maio e que promete desvendar muito do que fica por explicar e, claro, continuar a encantar aqueles que já se deixaram prender por esta teia de mistério e intriga.

 A Fúria dos reis de George R. R. Martin
 
 Boas leituras!
Publicado por Fábio J. às 23:54

Abril 02 2008
Assinala-se hoje o dia Internacional do Livro Infantil.
Este dia, 2 de Abril, foi escolhido por ser o dia de nascimento dum dos maiores mentores da literatura infantil. Um dos maiores e melhores: o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, autor de, por exemplo, O Patinho Feio, O Soldadinho de Chumbo, A Pequena Sereia, entre centenas de outros emblemáticos contos.
Com mensagens simples e claras, os livros destinados às crianças são, muitas vezes apreciados também pelos mais velhos. É a magia das palavras e das personagens que nos leva a sonhar, relembrando-nos de que tudo é possível e do que é realmente importante na vida.
Porque desde cedo se criam hábitos e desenvolvem atitudes, é essencial incentivar os mais pequenos a ler. Afinal, eles serão os adultos de amanhã.

Boas Leituras!
Publicado por Fábio J. às 23:04
Tags:

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
comentários recentes
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
ta fixe tou a lero segundo:tuneis  aventura n...
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa