Fevereiro 12 2009
Charles Darwin nasceu há 200 anos. Neste blog escrevo, sobretudo, sobre ficção, mas gosto de pensar que escrevo sobre livros e sobre o modo como cada um deles me influencia ou influenciou. A Origem das Espécies foi publicado há 150 anos. Não o li, mas trata-se, certamente, de um livro que influenciou a sociedade, já que mudou mentalidades e a forma como vemos o mundo e nos compreendemos a nós próprios. Escrevo sobre ficção mas dedico-me à ciência. Um duplo viva a Charles Darwin!
Têm sido vários os livros publicados a propósito desta dupla comemoração. Divulgação científica, especulação, história, filosofia, religião ou até mesmo ficção. O tema desdobra-se em vários géneros e estilos, proporcionando a cada leitor a possibilidade de análise ou reflexão que mais lhe agradar.
Ficam aqui seis dos livros que mais me atraíram. Em primeiro, A Origem das Espécies, uma tradução para português que certamente vale a pena conhecer. Segue-se A Caixa Negra de Darwin, de Michael Behe, uma interessante visão da vida que “arrasa com os alicerces do darwinismo!”: é ler para ver.
A Evolução a Duas Vozes, pelo padre Carreira das Neves e pela bióloga Teresa Avelar, apresenta-nos dois textos, um sobre evolução num contexto teológico, definindo criação e criacionismo, evolução e evolucionismo, e outro sobre aspectos históricos e científicos da evolução, bem como na clássica dicotomia ciência/religião. Já A Linguagem de Deus, de Francis S. Collins, defende a complementaridade das concepções científica e espiritual como sendo a via mais equilibrada para desvendar o mistério da vida e do universo.
Para aprofundar algumas questões porque não Quando Éramos Peixes, de Neil Shubin, uma obra que defende que para uma melhor compreensão do funcionamento do nosso corpo e para identificar a origem de muitas das mais comuns doenças actuais, teremos de procurar fontes inesperadas: vermes, moscas e até mesmo peixes. E para os mais curiosos acerca dos factos históricos: Darwin - Uma Vida de Ciência, uma biografia sobre um dos mais famosos cientistas da História, o «pai» da teoria da evolução, o reconhecido fundador de uma revolução no modo de pensar a origem da vida.
O tema é interessantíssimo e há muito por onde escolher, portanto, Boas leituras!
Publicado por Fábio J. às 18:58


o que estas baboseiras acrescentam mesmo? Até hoje biologos e cientistas tentam, ilustrar os delírios deste llunático chamado Charles Darwin, e segundo eles se conseguissem desencadear uma cadeia continua de determinada proteina,  sem faltar um só segunto o processo numa  potencia de 10 X 23000000 desta mesma proteina chegariamos a mesma proporção em anos, o que seria infinitamente impossível a compreenção da evolução da raça humana, ou seja mesmo que vivas 23.000.000 de vezes o que racionalmente só vivemos uma, nunca Darwin conseguiria completar com os conhecimentos de hoje todas as asneiras que jorrou ao longo dos seus fracassados livros. com o conhecimento da cadeia de Dna e a estrutura dos genes ficou nitido a quem realmete pensa que toda a teoria de Darwin. não passa de um monte de besteiras!
Anónimo a 30 de Junho de 2011 às 03:56

Como leitor, como amante da ciência e como alguém que estudou um pouco Darwin só tenho uma coisa a dizer: porque raio é que eu não apaguei um comentário tão estúpido de alguém que para além de mal-formado não sabe apresentar as suas ideias dignamente?
Fábio J. a 4 de Setembro de 2011 às 22:59

Um religioso falando em delírios... chega a ser patético!
Edmar Motta a 12 de Janeiro de 2018 às 19:15

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
comentários recentes
Muito boa tarde, gostaria de comprar o livro o alq...
O livro pareçeme intereçante eu vou começalo a ler...
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa