Novembro 04 2006

Não quero repetir o assunto do último post ou escrever sobre assuntos já mais que debatidos neste blog, no entanto, hoje voltarei a opinar sobre o "ler".

Não sou nenhum especialista sobre orientação psicológica ou no funcionamento mental, contudo, vi hoje na televisão (algo que raramente faço), num programa da Dois, que "ler, para além de melhorar as capacidades intelectuais, melhora o raciocínio e aumenta a capacidade de adquirir e processar informação".

Estas seriam razões mais do que suficientes para qualquer um querer ler, mas, tal como nem toda a gente come sopa, apesar de conhecer os benefícios que esta trás para a saúde física de qualquer homem, nem todos lêem, mesmo sabendo dos benefícios mentais que se pode adquirir.

Seria então uma boa opção obrigar o grande público a ler, começando pelas crianças, mais facilmente influenciáveis e com um futuro em aberto cheio de gavetas onde guardar o prazer da leitura. No entanto, na minha opinião, não é de bom tom obrigar as crianças (ou mesmo os adultos) a ler. Ler deve ser um prazer, não uma obrigação.

Isto agrava-se quando vemos que muitos dos livros recomendados aos jovens, pelo próprio ministério da Educação, são clássicos. Não tenho nada contra os clássicos (portugueses ou não), no entanto, ninguém me pode convencer que um jovem de 12 anos, depois de ler Os Maias irá dizer: "Como é bom ler, não quero outra coisa!". Os clássicos não são um ponto de partida mas sim um ponto de chegada.

O verbo ler não é, nem nunca poderá ser usado no Imperativo.

Poder-se-á então concluir que, quem nunca leu ou não gosta de ler, nunca deve ou pode faze-lo? Eu sou da opinião que só não gosta de ler quem ainda não encontrou o livro certo, o estilo certo, e que algures, em alguma estante ou livraria estará o livro apropriado para cada um.

O mais importante é procurar aquele livro, depois disso virá o resto e espera-se que este seja repleto de histórias e narrações marcantes. Comigo aconteceu assim, com outros certamente de igual maneira, então porque não poderá acontecer com todos desta forma?

Não vou realçar novamente que é importante ler (apesar de o ser), vou apenas concluir duma forma simples com uma frase dum comentário feito aqui, à poucos dias: "... a ler, aprendemos muitas coisas...".

Até breve e Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 17:33

Agosto 29 2006

Como o tempo passa. Já não escrevo há quase uma semana. À dois dias que tento escrever mas depois de duas linhas acontece alguma coisa que me obriga a desistir, mas hoje espero conseguir escrever alguma coisa (Se o post for publicado é porque consegui).

No último post referi o livro que estava a ler, um livro que tenta explicar a origem da vida pelo lado da ciência e pelo lado da religião, num confronto de ideias. Pediram-me para dizer se chegasse a alguma conclusão. A conclusão é esta: nunca se ponham a ler um livro sem saber quem o escreveu e porquê que foi escrito.

Estava pura e simplesmente a adorar o livro e a aprender muito a nível científico sobre a origem da vida, mas nos dois últimos capítulos a narrativa deu uma volta de 180 grau e foi parar a um tema totalmente diferente. Espremendo estes dois capítulos posso dizer que segundo o livro, o Mundo vai acabar muito em breve, vamos todos morrer de fome, doenças ou guerra, assim como tudo na Terra. Depois disso, Deus vai fazer tudo ressuscitar e viveremos eternamente num paraíso governado única e exclusivamente por Deus (pois o homem teve a sua oportunidade para se governar e não a soube usar).  Seguindo ainda o livro, apenas os seguidores de Deus, os que acreditarem no Reino de Deus (letras maiúsculas como vem no livro), e se submeterem a Jeová (está no livro) sobreviverão ao fim da Humanidade.

Bem, eu não sou ateu e respeito todas as religiões mas isto é um bocadinho de mais, não? O que mais me surpreendeu foi que o livro explica como se terá originado a vida segundo o lado científico, refere todas as ideias evolucionistas e embora faça referencias à Bíblia e à fragilidade de muitas destas ideias, é um livro principalmente científico (pensava eu).

Gostei do livro, sem dúvida, mas no fim senti-me de certa forma usado e levado por um caminho que apenas servia de atalho para um lugar bem diferente do que para onde pensava ir. Enfim, é a vida.

Tenham cuidado com o que andam a ler, mas nunca deixem de ter... Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 15:09

Agosto 23 2006

Já há vários dias que não escrevo sobre as minhas leituras, nem fiz referencias. Não se proporcionou!

Como já disse os livros que comprei para ler nas férias acabaram e como tenho de esperar até Setembro para comprar os outro, visto ir compra-los juntamente com os livros escolares  via Internet, tive de me virar para os livros que tenho em casa.

O livro que ando a ler, chamado A vida- - Qual a sua Origem?, trata exactamente o tema homónimo. Já estava em minha casa há anos, mas como era muito evoluido para mim ficou esquecido. Foi então que nestas férias estava a pesquisar as prateleiras até que encontro este livro "perdido" entre elas. Como hoje já me é acessivel decidi lelo.

É um livro supostamente científico. Digo supostamente por que, apesar de todos os termos, factos e personalides científicas, toda a narrativa tem como comparação a Bíblia. Talvez o sub-título diga mais que o prórpio título - Evolução ou Criação?.

Não é literatura própriamente dita, e por vezes não é fácil de ler, mas o conteodo é muito interessante, pelo menos para mim. O livro parte desde a criação da primeira molécula viva na Terra, passando pela construção de todo o Espaço até à incrivel criação do Homem. A diferença deste para tudo o que aprendi até agora, mesmo na escola, é que este coloca a ciência quase como um religião científica e tenta decifrar até que ponto é o Génesis verdadeiro. A formação científica é enorme e a mensagem filosófica também. Lado a lado, cientistas e toda uma história moderna tentam explicar a formação de tudo o que conhecemos, vendo-se na maioria das vezes a perder contra a ideia de que tudo foi criado por Inteligencia (Deus) e não por obra do acaso.

Conteodo à parte, é um livro super interessante, e que veiu-me mostrar que existe outro tipo de leituras para além da literatura que merece ser levado em consideração e lido.

Não é um livro que diga  "Leiam é optimo", pricipalmente pelo seu carácter cientifico e por depender muito dos gostos e personslidades de cada um, mas pelo menos fica aqui a refência a outras leituras que se podem revelar tão interesantes como a tradicional literatura moderna.

Ainda não o acabei e vou continuar a ler até ao fim. Espero ter, e que voces também tenhas claro... umas Boas Leituras!!!

Publicado por Fábio J. às 19:33

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
comentários recentes
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
ta fixe tou a lero segundo:tuneis  aventura n...
<a href='http://www.cricinfobuzzlive.com/live-c...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa