Agosto 19 2008
Há cerca de um mês o Presidente da Republica promulgou a ratificação do novo Acordo Ortográfico. Poucos dias depois, o brasileiro João Ubaldo Ribeiro foi galardoado com o Prémio Camões. Os dois acontecimentos não estão relacionados mas ambos fundamentam uma mesma ideia: o Português é de todos os lusófonos. Mas traduzir-se-á isso numa maior aproximação cultural entre todos eles?
De forma a tentar conhecer a resposta à anterior questão quis saber se os visitantes deste blog lêem autores lusófonos, aqueles que escrevem e publicam lá longe, na África ou na América; é que, pela quantidade de livros seus nas estantes das nossas livrarias, a distância parece continuar a ser um obstáculo.
Embora a literatura africana de língua portuguesa seja alvo de um interesse cada vez maior, são poucos os autores que se insurgem culturalmente. Mia Couto, Eduardo Agualusa, Luandino Vieira, Ondjaki, Pepetela são alguns. Há mais, muitos, mas para quê mencionar, se mesmo estes pouco significam para tantos portugueses. O mais irónico é mesmo saber que, por vezes, estes autores africanos publicam em Portugal e não o conseguem fazer no seu país. 1-0, ganhamos nós.
Do Brasil... bem, do Brasil também chegam cá muitos, mas algum que sobressaia em relação aos seus compatriotas? Talvez, mas nenhum com a popularidade de Mia Couto ou Agualusa.
No fundo, chega a ser ridículo referir o quão pouco se lê escritores africanos e brasileiros quando os tops portugueses são compostos por autores britânicos e americanos.
Seja como for, o mais interessante será ver o resultado de toda a conversa política sobre aproximar estas culturas. Oh, esqueçam: o mais interessante será mesmo ler autores lusófonos, começando pelos portugueses que esses, coitados, não tarda foram esquecidos, como se fossem estrangeiros! O mundo dá tantas voltas!
E como o Ministro da Cultura parece adivinhar quando publico sobre este tema (!) ei-lo a “acertar projectos para o desenvolvimento de uma política comum da cultura baseada na Língua Portuguesa”, seja lá o que isso for. E já agora fica o conselho: senhor ministro, esqueça o exemplo da “mãe”! Lá porque Saramago o usou uma vez, não precisa de o referir todas as vezes...

 

Lê ou já leu livros de autores brasileiros e/ou africanos (que escrevem em Português)?
 
50.9% sim
7.27% só africanos
25.45% não
10.9% não, mas gostava
5.45% nem autores portugueses!

 

Total: 55 respostas

 

Boas férias e muitas leituras lusófonas!

 

Publicado por Fábio J. às 23:10

Um blog sobre livros e afins. A descongelar lentamente...
Contacto
Contacto

As mensagens poderão não ser lidas por extensos períodos. Pedidos de divulgação e/ou colaboração poderão não obter resposta.
pesquisar
 
posts recentes

Português meu...

comentários recentes
Muito boa tarde, gostaria de comprar o livro o alq...
O livro pareçeme intereçante eu vou começalo a ler...
Um religioso falando em delírios... chega a ser pa...
-Crónica de uma morte anunciada...vi esse filme em...
Realmente, sou fascinada por este livro, maravilho...
arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D




O autor deste blog não respeita o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa